RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 350 registros para a palavra: joao gilberto

SOLDADO ANÍSIO: “CENTRO DE CULTURA JOÃO GILBERTO ESTÁ ABANDONADO”.

O candidato Soldado Anísio (PTB) defendeu um maior investimento do governo federal junto a instituições, como SENAI, no sentido de gerar mais emprego e renda. “O governo federal investe no programa primeiro emprego, timidamente. Eu fiz curso no Senai e sei o quanto é exitoso todo processo ali oferecido”, comentou. Sobre a cultura, Anísio também questionou o fato do governo estadual destinar poucos recursos no setor e lembrou o abandono do Centro de Cultura João Gilberto. “Há quantos anos aquela unidade de cultura não recebe uma reforma ou ampliação?”, questionou o candidato a deputado estadual. ..

GAIOLA DAS LOUCAS: SUCESSO DE PÚBLICO NO JOÃO GILBERTO

No último final de semana, dias 10, 11 e 12, o público juazeirense teve a oportunidade de prestigiar o espetáculo teatral “A GAIOLA DAS LOUCAS” com participação do ator Hertz Felix e direção de Alan Cleber. Outra presença marcante foi a participação especial do transformista Geraldo Pontes.

A primeira montagem deste musical estreou na Broadway em 1983, com adaptação de texto de Harvey Fierstein e música de Jerry Herman. A montagem é inspirada na peça La Cage Aux Folles, do francês Jean Poiret, que entrou em cartaz em 1973 no Théâtre du Palais Royal, em Paris...

João Leopoldo assume coordenação do Centro de Cultura João Gilberto

 

A diretora geral da Fundação Cultural do Estado da Bahia Gisele Marchiori Nussbaumer assinou portaria que foi publicada no Diário Oficial do Estado no último dia 30, dispensando a pedido, Márcio Ângelo Ribeiro do cargo de Coordenador do Centro de Cultura João Gilberto em Juazeiro, retroagindo seus efeitos a 5 de julho deste ano.

No mesmo órgão de divulgação saiu a nomeação de João Leopoldo Viana Vargas, por indicação do ex-prefeito Joseph Bandeira (PT), para assumir a referida Coordenação do Centro de Cultura da cidade...

Cinema no Centro de Cultura João Gilberto

Com o objetivo de circular mostras de cinema e vídeo nos espaços culturais da Funceb, o Circuito Popular de Cinema e Vídeo trás ao Centro de Cultura João Gilberto de Juazeiro-BA o prazer da sétima arte, com a exibição do documentário "O pequeno grande mundo de Santa Brígida" nesta quarta-feira (28/07). A entrada é gratuita e a exibição começa às 20 hs.

Sinopse (O pequeno grande mundo de Santa Brigida)

São mostradas oito manifestações culturais do município de Santa Brígida, inspiradas no beato e líder carismático da cidade, Pedro Batista. O documentário faz parte da série de documentários do IRDEB. Os filmes contam histórias de festas de culturas populares no interior da Bahia...

JOÃO GILBERTO CANTA E COMENTA A BELEZA DO HINO NACIONAL

Quando faz shows fora do Brasil, João Gilberto sempre canta o Hino Nacional com os herméticos acordes da bossa nova para americano, europeu e japonês ficarem babando.

Os monstros sagrados do jazz ficam impressionados. Neste vídeo ele canta e fala sobre o Hino Nacional e é muito aplaudido. Um  vídeo histórico...

Espetáculo ‘A Partilha’ é encenado no João Gilberto

Após muito tempo afastados, quatro irmãos se reencontram durante o enterro do pai, para fazer um levantamento dos bens da família. Essa é a versão da comédia dramática “A Partilha”, de Miguel Falabella, que será encenada no Centro de Cultura João Gilberto, hoje e amanhã, dias 10 e 11 de julho, às 20:00 horas. A peça traz uma reflexão sobre o enfraquecimento das relações familiares. No palco os personagens revivem histórias do passado sem abrir mão da competitividade e ambição. “É uma versão masculina, pois na obra de Falabella são quatro irmãs que se encontram no velório da mãe. O texto provoca o riso, mas tem muito conteúdo e buscamos uma regionalização para que o público se identifique ainda mais com a obra”, afirma o ator Elson Campos.  A Partilha é o primeiro espetáculo da Companhia de Teatro Amador de Juazeiro e teve sua estréia em 2009. Após essa temporada o grupo irá fazer uma turnê pelo Nordeste começando pela cidade de Aracaju (SE). 

Ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia). Ponto de vendas: Canard no River Shopping, Posto de Gasolina ao lado do Gigo(Juazeiro)...

NU DE MIM MESMO NO CENTRO DE CULTURA JOÃO GILBERTO ESTA SEMANA

O confronto entre a fábula e o real é o novo desafio cênico proposto pela Cia. Teatro Autônomo, com o espetáculo NU DE MIM MESMO, que vai buscar no espectador histórias reais para serem "fabuladas" em cena. O público é convidado a participar de uma reflexão sobre a necessidade que o homem tem de recuperar o afeto perdido na sua busca desenfreada em ser herói. O diretor deixa claro que não é improviso, mas apropriação criativa do real.

Intimista, o espetáculo NU DE MIM MESMO será apresentado no João Gilberto, Juazeiro-BA, para um público limitado de 40 espectadores. O espetáculo “nu de mim mesmo”, da Cia Teatro Autônomo, selecionado pelo Programa BR de Cultura 2009/2010, conta com o patrocínio da Petrobras, por meio da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura.

Nesta Quarta (30) e Quinta feira (01), às 19h, no João Gilberto: NU DE MIM MESMO um espetáculo da Cia Teatro Autônomo (RJ). COM: ADRIANO GARIB, EMANUEL ARAGÃO, JULIA LUND,
MIWA YANAGIZAWA, ROSSINI VIANA JR.

DIREÇÃO E ROTEIRO de JEFFERSON MIRANDA...

REVISTA VEJA ENTREVISTA O JUAZEIRENSE JOÃO GILBERTO

A Revista Veja desta semana traz matéria da jornalista Sofia Cerqueira com o artista juazeirense João Gilberto sob o título: Diálogos com o Gênio. O blog fez uma síntese da matéria.

Ouvir João Gilberto ao telefone é uma experiência fascinante. A voz baixinha, quase sussurrada como no jeito de cantar que o tornou mundialmente conhecido, de repente se eleva abruptamente em momentos de entusiasmo. A exaltação acontece ao discorrer sobre problemas do país, ao rebater a fama de perfeccionista, em comentários sobre a seleção brasileira, em sua fixação por luta livre, ao recitar um poema de Carlos Drummond de Andrade ou simplesmente ao contar suas visitas a um templo hinduísta, em Los Angeles. Em alguns raros momentos, muda de novo e ganha um tom áspero, irreconhecível e surpreendente. Isso ocorre, por exemplo, quando fala da disputa que trava com sua antiga gravadora, a EMI Music, em que acusa a multinacional inglesa de ter distorcido e adulterado suas primeiras gravações para relançá-las em uma coleção batizada de O Mito. Em síntese, trata-se de alguém imprevisível, que pode surpreender o interlocutor a todo instante. Contrariando a lenda de que economiza nas palavras, ele gosta de falar — sempre pelo celular. Passeia por assuntos que vão desde as últimas notícias dos telejornais, a crença em carma, o interesse por horóscopo, a curiosidade em torno de paranormais até os combates de vale-tudo, sua atração preferida na televisão. Adora enaltecer as qualidades da ioga e é capaz de recitar de cor um longo pensamento do guru indiano Paramahansa Yogananda (1893-1952). Expressa-se com extrema lucidez na maior parte do tempo, alternando um humor ferino com uma doçura quase de criança. Em outros momentos, o discurso revela-se difuso, como quando discorre sobre uma suposta conspiração dos Rolling Stones para manter seus discos fora do mercado.

Dentro de duas semanas, João Gilberto deixará o apartamento em que vive sozinho no bairro do Leblon para subir ao palco do Carnegie Hall, em Nova York. A apresentação acontece no dia 22 em meio ao CareFusion Jazz Festival. Nos dias 25 e 29, ainda tem mais dois concertos agendados, em Boston e Chicago, respectivamente. Serão os primeiros shows desde 2008, quando se comemorou o aniversário de cinquenta anos da bossa nova, gênero musical diretamente associado ao seu estilo de cantar, inaugurado com a gravação de Chega de Saudade, em 1958. São conversas realizadas ao longo dos últimos seis meses, entremeadas com depoimentos de amigos e pessoas próximas ao gênio, que completa 79 anos na próxima quinta-feira (10).

Facebook

“Meu Deus do céu, essa internet! O que se pode fazer? Será que essas pessoas que falam comigo ali (na página falsa do Facebook) são de verdade? São os Caymmi mesmo que estão ali? Porque eu não sou. Não tenho nem computador. Vou pedir para o meu filho João Marcelo, lá dos Estados Unidos, ver isso. Quem será que fez isso? Esse negócio de internet é chato por isso. Dizem o que querem, você não sabe como é, quem foi. Qual o futuro? Acho que vai ter um futuro aí, não sei, o caos. Porque parece uma bagunça. Aí vêm esses jornalistas. Não gosto de jornalista brasileiro, não sabem de nada. Vou me naturalizar argentino.”

Aparelho de som
“Até tenho um aparelho de som. Ele não funciona muito bem, nem é bom. É difícil ouvir alguma coisa ali. Gosto mais do silêncio ou de tocar.”

Celular
“O meu telefone fixo não toca, só aparece uma luzinha vermelha. Quebrou há muito tempo e não consertei. A acústica dele não era boa, não tinha ambiência. Já me deram um telefone sem fio, mas não prestava. Devia ser pirata. Prefiro celular. Ele dá mais calor, sinto a pessoa mais próxima.”

Televisão
“Vejo vários canais. Escapulo para um, às vezes está chato, não vou mais ali. Não me importo de pegar um filme no meio. Até gosto. Entendo mais ou menos como foi e pronto. Estou sempre querendo ver um jornal diferente, mas esqueço e acabo no Nacional (Jornal Nacional, da Rede Globo) mesmo. Assistir a shows é difícil. Eu gosto assim, esporádico, daquele programa que tem umas meninas que ficam viajando pelo país (Sem Destino, no Multishow). Fico olhando como um menino que olha uma vitrine. Às vezes também fico vendo aquele canal que vende coisas. Nunca comprei. É difícil. Ligue para não sei que número, é coisa à beça.”

Vale-tudo
“Estou sempre procurando uma luta para assistir. Eu adoro. Tem um canal que passa todos os dias. Às vezes, aos sábados, tem um especial ao vivo. Depois fica repetindo, repetindo. É chato, mas vejo assim mesmo. Uma vez a minha filha (Bebel Gilberto) me perguntou: ‘Por que você gosta disso, qual a graça?’. Não sei. É tão interessante, puxa vida.”

Desenho animado
“Quando a minha filha (Luísa, de 5 anos) vem aqui, vejo desenho com ela. Tem uma coisa boa, tem ritmo, é interessante. Depois de muito, muito tempo, aquilo fica chato. Mas não contrario, não. Nem mudo. Americano sabe fazer desenho muito bem. Torço para que os daqui também sejam bons. Você já viu o desenho da Turma da Mônica? Tem melhorado muito.”

Futebol..

Pose para fotos com João Gilberto na orla de Juazeiro

Quem passa a cada dia no porto das barquinhas, na orla de juazeiro, encontra esculturas emblemáticas da nação. Lá estão ás imagens, da injustiça, São Francisco de Assis, e o pai da bossa nova, o Juazeirense de naturalidade, João Gilberto.

A idéia é do escultor Internacional Ledo Ivo, para ele, a arte é para chamar atenção sobre a valorização de elementos artísticos “elas merecem um espaço melhor”. Argumenta...

CENTRO DE CULTURA JOÃO GILBERTO RECEBE 5ª edição do Workshop de Elaboração de Projetos Culturais da FUNCEB

Entre os dias 22 de maio e 20 de junho, a Fundação Cultural do Estado da Bahia – FUNCEB, unidade da Secretaria de Cultura – SecultBA, realiza a 5ª edição do Workshop de Elaboração de Projetos Culturais na capital e região metropolitana e em sete cidades do interior baiano. A iniciativa visa capacitar um número cada vez maior de artistas e produtores para participação em editais e processos de seleção de apoio e patrocínio cultural de âmbito regional e nacional. Gratuito e com direito a certificado, cada um dos 10 workshops desta série acontece durante dois dias, sempre das 9 às 13 horas e, em seguida, das 14 às 18 horas. 

Com carga horária total de 16 horas, as oficinas estão divididas em três etapas. No primeiro dia, acontece uma exposição baseada no conteúdo do Manual de Elaboração de Projetos (também disponível no site da FUNCEB: www.funceb.ba.gov.br), produzido especialmente para o programa, reformulado e atualizado para esta edição. Além de esclarecimentos sobre os processos de inscrição, os principais editais e mecanismos de financiamento de cultura nacionais e estaduais são sinalizados. Para completar, há um glossário com os termos mais utilizados na elaboração de projetos culturais. Num segundo momento, os participantes formam grupos de trabalho para atividade prática de elaboração. Na última etapa, acontece a apresentação e a avaliação dos projetos criados por todos os participantes.                                                                                                                              

“O que a Fundação busca, o que a gente busca é, de fato, profissionalizar os artistas nos seus pleitos de eventos culturais fortalecendo as políticas públicas do setor”, destacou Márcio Ângelo, diretor do Centro de Cultura João Gilberto. As inscrições para os Workshops são gratuitas e devem ser feitas a partir da próxima segunda-feira, 3 de maio, nos espaços culturais em que elas serão realizadas. Os interessados devem apenas levar seus dados e documentos pessoais. As inscrições se encerram na data de início das aulas ou até quando durarem as vagas, que são limitadas...