RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 67 registros para a palavra: inflacao

Artigo - Disparada dos preços - Inflação verdadeira leva brasileiros ao 'nocaute financeiro'! Veja o que fazer

O brasileiro está sofrendo um 'nocaute financeiro' diante à realidade inflacionaria. Basta ir na feira para ver. Em março, segundo dados do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), calculado pelo IBGE, a cenoura acumulou inflação de 166,17% em 12 meses, o tomate 94,55%. E por aí vai pimentão (80,44%), melão (68,95%), melancia (66,42%) e repolho (64,79%)...

Contudo, informação publicada recentemente em um grande portal aponta, como impacto da inflação oficial de março de 2017 até março de 2022, o Real perdeu 31,32% de seu valor e poder de compra. Em outras palavras, com o mesmo valor o brasileiro consegue comprar hoje apenas dois terços do que comprava a data anterior...

Por inflação, governo corta imposto de importação sobre 11 produtos

Na tentativa de amenizar a pressão inflacionária sobre alimentos, o governo federal anunciou, nesta quarta-feira (11), a redução do imposto de importação sobre 11 produtos. As novas alíquotas entram em vigor nesta quinta-feira (12) e valem até 31 de dezembro.

A ideia é que a redução de imposto torne a compra desses produtos vindos do exterior mais barata, resultando em queda no preço dos produto na prateleira do supermercado...

Inflação desacelera a 1,06% em abril, maior variação para o mês desde 1996, diz IBGE

O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) —que mede a inflação oficial do país–, desacelerou para 1,06% em abril na comparação com o mês anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (11). Esse foi o maior resultado para o mês de abril desde 1996 (1,26%). Em março, o índice havia ficado em 1,62%.

Segundo o instituto, no ano, o indicador acumula alta de 4,29% e, nos últimos 12 meses, de 12,13%, acima dos 11,30% observados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em abril de 2021, a variação havia sido de 0,31%...

Em live, Bolsonaro culpa governadores por inflação e combustíveis

Em tom de campanha, o presidente Jair Bolsonaro (PL) comentou, durante live, na noite desta quinta-feira (28/4), sobre o preço dos combustíveis no Brasil e a alta da inflação. O chefe do Executivo responsabilizou, mais uma vez, os governadores pela crise econômica no país.

“Inflação tá no mundo todo. Essa crise, esses problemas, né, a pandemia. A péssima condução por parte de muitos governadores levou a esse caos. Se não fôssemos nós, ao conceder o auxílio emergencial lá em 2020, e uma parte de 2021, como estariam as pessoas?”, disse...

Reflexos da inflação: 73% da população deixa de comprar carne, mostra pesquisa

O choque de preços que levou a inflação em março a 1,62%, a maior marca para o mês em 28 anos, e a dos últimos 12 meses a 11 30% provocou uma perda abrupta de conquistas de consumo dos brasileiros desde o Plano Real.

Carne, iogurte, queijo, bolacha recheada, itens que tinham ficado acessíveis nas últimas décadas agora estão deixando a lista de compras de parte da população - o que é o exemplo mais visível de uma situação de perda de renda desemprego elevado e custos mais altos...

Presidente do BC se diz surpreso com a alta da inflação

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, classificou como "bastante alto" o núcleo da inflação. Ele se manifestou “surpreso” com a aceleração de 1,62% apresentada em março para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA). As declarações foram feitas em evento transmitido pela internet.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA de março foi a maior taxa para um mês de março desde a implantação do Plano Real, em 1994...

 Inflação oficial sobe para 1,62% em março. É a maior taxa para o mês de março desde a implantação do Plano Real

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, registrou taxa de 1,62% em março deste ano. O indicador ficou acima dos observados no mês anterior (1,01%) e em março do ano passado (0,93%). Essa é a maior taxa para um mês de março desde a implantação do Plano Real, em 1994.

O dado foi divulgado hoje (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O IPCA acumula taxa de 3,20% no ano. Em 12 meses, o acumulado chega a 11,30%, acima dos 10,54% de fevereiro...

Produtores rurais do Vale do São Francisco já estão pagando os trabalhadores com a reposição da inflação em 10,16%

Os produtores da fruticultura irrigada do Vale do São Francisco, estão pagando a folha do mês de março dos trabalhadores rurais com a reposição da inflação em 10,16% sobre o piso salarial da categoria. A decisão, que elevou os salários para o valor de R$ 1.264,00, além do reajuste nos valores fixos dos tratoristas e irrigantes, foi anunciada pelos representantes dos sindicatos patronais durante reunião da 28ª Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da Fruticultura Irrigada do Vale do São Francisco, realizada virtualmente no último dia 25 de março.

Na ocasião, a Comissão Patronal enfatizou ainda que o valor retroativo referente a janeiro e fevereiro, uma vez que a data base é 1º de janeiro, será pago tão logo a CCT seja encerrada. De acordo com o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Petrolina (SPR), Jailson Lira, a categoria está fazendo o que pode para chegar a um acordo possível com os trabalhadores...

Inflação acelera para todas as faixas de renda em fevereiro

O Indicador Ipea de Inflação por Faixa de Renda de fevereiro aponta para uma aceleração inflacionária para todas as faixas de renda. As famílias de renda alta registraram a maior aceleração inflacionária no período, passando de 0,34% em janeiro para 1,07% em fevereiro. Já o segmento que apresentou a menor taxa inflação em fevereiro foi o das famílias com renda média-baixa (0,93%).

Os dados foram divulgados hoje (16) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)...

Inflação atingirá pico em abril ou maio, diz presidente do BC

A inflação no acumulado de 12 meses atingirá o pico em abril ou maio, disse o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto. Segundo ele, a quebra de algumas safras e a alta do petróleo no início do ano fizeram o BC ajustar as estimativas.

Até recentemente, o Banco Central acreditava que a inflação atingiria o ponto mais alto em janeiro e fevereiro, antes de começar a desacelerar. Para ele, o Brasil está sendo pressionado por fatores internacionais, mas a inflação brasileira tem peculiaridades, com os preços de energia e de combustíveis subindo mais que no resto do mundo...

Inflação desacelera a 0,54% em janeiro, mas é maior para o mês desde 2016

O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) — que mede a inflação oficial do país –, foi de 0,54% em janeiro ante alta de 0,73% registrada no mês anterior. Alimentação e bebidas tiveram o maior impacto no período.

Apesar da desaceleração no índice, o valor foi o maior para o mês desde 2016, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (9)...

Artigo - O reflexo da alta inflação dos EUA no Brasil

O banho de água fria com a chegada do ano novo não demorou muito a acontecer. Nessas três primeiras semanas de 2022, a variante Ômicron da Covid-19 tem provocado um verdadeiro "tsunami" de contágios em todo o mundo, nas palavras da Organização Mundial de Saúde (OMS), atrapalhando a retomada econômica em muitos países, e com o Brasil não tem sido diferente, mas o sinal mais alarmante veio da economia americana.

Pela primeira vez em 31 anos, os EUA registraram 7,0% de inflação em 2021, algo que não acontecia desde os tempos de Ronald Regan na presidência do país. Os preços aos consumidores subiram 6,2% de novembro de 2020 a outubro do ano passado; a alta de energia foi de 29,3%, e a de alimentos, 6,3%, de acordo com o índice CPI, o índice de preços ao consumidor americano. Afinal, o que provocou essa explosão dos preços nos EUA e qual o impacto na economia brasileira?..

CNM orienta prefeitos a ignorar reajuste de Bolsonaro e corrigir piso do magistério pela inflação

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) decidiu recomendar aos prefeitos de todo o país que ignorem o índice de reajuste do piso nacional do magistério anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro, de 33,24%, e corrigir o valor pela inflação. O Índice Nacional de Preços (INPC) acumulou 10,16% em 2021.

O presidente da entidade, Paulo Ziulkoski, disse que se trata de uma recomendação para as cidades que não têm como arcar com a correção definida pelo governo federal, até que a CNM decida o que fará juridicamente em relação ao reajuste. O impacto nas contas dos municípios, segundo ele, será de 30,46 bilhões...

Escolher entre comer e pagar as contas é um dos principais desafios dos trabalhadores mais pobres em tempos de inflação

Escolher entre comer e pagar as contas é um dos principais desafios dos trabalhadores mais pobres em tempos de inflação elevada combinada com pandemia. Pesquisa da Inteligência em Pesquisa e Consultoria (Ipec), contratada pelo Instituto Clima e Sociedade (ICS), sobre o impacto entre escolher pagar contas ou comprar alimentos aponta que o gasto com energia elétrica e gás de cozinha compromete metade ou mais da renda de 46% das famílias brasileiras.

Diante da escalada da inflação, a renda dos trabalhadores brasileiros não para de encolher e está no menor nível desde 2012, início da série histórica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). ..

Experiência ajudou Brasil a tomar medidas contra inflação, diz Guedes

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse hoje (21), durante sua participação no Fórum Econômico Mundial, que a inflação será “um verdadeiro problema” para o mundo ocidental, mas que o Brasil, devido às experiências anteriores de convívio e combate a altas taxas inflacionárias, foi mais rápido que outros países no sentido de adotar medidas contra a alta de preços.

A fala do ministro foi feita após participações de autoridades do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Central Europeu, no painel Perspectivas Econômicas Globais, que teve como tema principal a influência da pandemia no aumento dos índices inflacionários...

Inflação: BC cita alta de commodities e crise hídrica para descumprimento da meta

O Banco Central enviou uma carta, nesta terça-feira (11), ao Conselho Monetário Nacional (CMN) após a divulgação de que o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), o índice oficial de inflação do país, encerrou 2021 a 10,06%, resultado bem acima do teto da meta de 3,75%.

Assinada pelo presidente do BC, Roberto Campos Neto, e pelo procurador-geral do BC, Cristiano Cozer, o documento elenca a pressão sobre o preço das commodities, a bandeira de energia elétrica de escassez hídrica e os gargalos nas cadeias produtivas globais como os principais responsáveis para a inflação ter encerrado o ano passado em dois dígitos...

Bolsonaro culpa medidas de restrição por inflação de 10,06%

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira que as medidas de isolamento social adotadas em 2021, por conta da pandemia da Covid-19, foram as responsáveis para que a inflação fechasse o ano passado em 10,06%, o maior índice desde 2015. 

"Você lembra do 'fique em casa, a economia a gente vê depois'? Estamos vendo a economia. O cara ficou em casa, apoiou (o isolamento) e agora quer me culpar da inflação", afirmou o presidente, ao conversar com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada...

Alimentos e presentes pressionam inflação do Natal

A inflação do Natal deste ano mostrou variação de 5,39% no acumulado dos últimos 12 meses, de acordo com dados divulgados nesta segunda (13), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), da Fundação Getulio Vargas (FGV)

Ela ficou abaixo da inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC), da FGV, (9,88%) de dezembro de 2020 até novembro deste ano. Embora o resultado seja inferior ao apurado no mesmo período do ano passado, quando atingiu 13,51%, ele superou o de anos anteriores: 3,81% em 2019; 3,37% em 2018; e -2,30%, em 2017...

Gasolina sobe 50,78% em 12 meses; veja principais vilões da inflação no período

O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), indicador oficial de inflação do Brasil, já acumula alta de 10,74% nos últimos 12 meses. Os dados de novembro foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (10).

Apesar de uma redução no ritmo de alta, o valor para o mês foi o maior desde 2015. Um levantamento realizado por André Braz, coordenador dos índices de preços do Ibre-FGV, a pedido do CNN Brasil Business, aponta que a gasolina é a principal vilã para a inflação nos últimos 12 meses...

Pesquisa destaca aumento de mais de 2% no custo da cesta básica em Petrolina, e de quase 4% em Juazeiro

O boletim da cesta básica do mês de novembro do Colegiado de Economia da Faculdade de Petrolina (Facape), divulgado hoje (8), mostra que o custo da cesta básica em Juazeiro de foi de R$ 460,41 e de R$ R$ 482,11 em Petrolina. Portanto, a cidade pernambucana ainda registra o maior custo para alimentos que são de uso básico na mesa do consumidor brasileiro.

Apesar disso, em comparação com o mês de outubro o aumento foi de 3,69% em Juazeiro, enquanto que em Petrolina o aumento foi de 2,01%. Considerando as informações das duas cidades agregadas, a inflação no período foi de 2,82%...