RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 12 registros para a palavra: gas natural

Motoristas e industriais continuam apreensivos com o desabastecimento de gás natural em Petrolina

Conforme divulgado pela REDEGN, os Motoristas de aplicativos, taxistas realizaram uma manifestação na terça-feira (28) em Petrolina. O protesto foi devido o anúncio da suspensão do fornecimento do gás natural, em Petrolina. 

A interiorização do gás natural foi instalada pela Companhia Pernambucana de Gás – Copergás que inaugurou em Petrolina, ano passado, a rede de distribuição do combustível que atende clientes industriais, comerciais, residenciais e veiculares (GNV)...

Suspensão de fornecimento de gás natural provoca protesto em Petrolina nesta terça (28)

Conforme divulgado pela REDEGN, os Motoristas de aplicativos, taxistas iniciaram uma manifestação na manhã desta terça-feira (28) em Petrolina. O protesto é devido o anúncio da suspensão do fornecimento do gás natural, em Petrolina. A proposta é que os motoristas façam protesto na frente da prefeitura.

A interiorização do gás natural foi instalada pela Companhia Pernambucana de Gás – Copergás que inaugurou em Petrolina, ano passado, a nova rede de distribuição do combustível que atende clientes industriais, comerciais, residenciais e veiculares (GNV)...

Suspensão de GNV em Petrolina gera apreensão em motoristas que adotaram o sistema e há promessa de manifestação para esta terça (28)

Motoristas de aplicativos, taxistas, profissionais que atuam na rede de serviços para instalação de gás natural veicular na região, dentre outros, prometem uma manifestação para esta terça-feira (28) após tomarem conhecimento da suspensão do fornecimento do gás, em Petrolina.

A movimentação começou a ser convocada nas redes sociais nesta segunda (27), após a Copergás, empresa responsável pela distribuição do produto, anunciar a suspensão do fornecimento, o que deve acarretar prejuízos consideráveis a usuários que adotaram o sistema em seus veículos...

Aumento no preço do gás natural nas distribuidoras passou a valer desde domingo (1º)

O aumento de 19% nos preços de venda de gás natural para as distribuidoras, anunciado pela Petrobras, na sexta-feira (29), passou a valer neste domingo (1º).

Segundo a Petrobras, o ajuste segue a atualização de fórmulas acordadas em contrato com as distribuidoras, com base na variação dos preços do gás, do petróleo Brent e da taxa de câmbio...

Petrobras reajusta gás natural em 19% no domingo

A partir de domingo (1º), o gás natural vendido às distribuidoras pela Petrobras estará 19% mais caro. O novo reajuste trimestral, com validade até 31 de julho, foi divulgado hoje (29) pela estatal.

Segundo a Petrobras, a variação do preço do gás natural se dá com base em fórmulas previstas em contratos públicos e divulgados no site da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O cálculo leva em conta as variações do petróleo no mercado internacional e a taxa de câmbio...

Documento que propõe rotular energia nuclear e gás natural como fontes energéticas verdes divide a União Europeia

Ambientalistas e movimentos sociais estão alertas com relação a luta contra instalação de Usina Nuclear. Um passo dado na Europa chamou a atenção dos brasileiros envolvidos na luta contra um dos projetos prevê a instalação de uma Usina Nuclear com o uso das águas do Rio São Francisco.

A Europa pretende facilitar instalação de usinas nuclelares e isto lógico no futuro será usado como argumento para os interesses dos que defendem a instalação de uma Usina Nuclear no Brasil. O Brasil tem dois reatores nucleares funcionando e um em construção no Rio de Janeiro...

Projeto pioneiro de gás natural é inaugurado em Petrolina nesta quinta-feira (21)

O gás natural chega a Petrolina, no Sertão do São Francisco, fazendo história. A Companhia Pernambucana de Gás (Copergás) inaugura hoje (21), o seu projeto de rede local de distribuição do combustível, um empreendimento pioneiro no Brasil. A cerimônia está prevista para as 11h, na Estação da Copergás, localizada no Distrito Industrial. O projeto é resultado de uma parceria entre a empresa pernambucana e o grupo norte-americano New Fortress Energy.

O projeto de rede local consiste em transportar o combustível no estado líquido – o Gás Natural Liquefeito, GNL -, por meio de caminhões refrigerados. O GNL tem um volume 600 vezes menor do que no estado gasoso, o que possibilita sua viabilidade econômica, apesar do transporte por longas distâncias. Após regaseificado, o gás é transferido à Copergás, que fará a distribuição local para os clientes industriais, comerciais, residenciais e veiculares (GNV)...

Petrolina terá abastecimento por gás natural a partir de julho

O prefeito Miguel Coelho se reuniu, nesta terça (27), com o presidente da Copergás, André Campos, para discutir o processo de implantação do sistema de abastecimento por gás natural em Petrolina.

As obras da primeira etapa do projeto estão avançadas e a expectativa é de que até julho o serviço comece a funcionar de forma experimental em três indústrias e para abastecer veículos no município sertanejo...

Governadores discutem na França criação de rota de gás natural no Nordeste

O uso de energias limpas foi destaque na missão internacional do Consórcio Nordeste, que continua em Paris, nesta segunda-feira (18). Com interesse na criação de 'blue corridors', uma rota de transporte de gás natural entre os nove estados nordestinos, os governadores estiveram com representantes da Golar Power, joint venture entre a norueguesa Golar e o fundo norte-americano Stonepeak. 

Denominado 'Rota Azul', o projeto de integração no Nordeste inclui a instalação de postos de combustíveis capazes de fornecer gás natural liquefeito (GNL) para veículos de carga. Em outros países, a exemplo da China, Espanha e Alemanha, os caminhões e ônibus movidos a gás natural já são realidade. ..

Deputado Zó articula gás natural para região Norte

Consciente de que o gás natural é importante para a economia e para o meio ambiente, o deputado estadual Zó (PCdoB) tratou do tema com o o diretor-presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza. Na reunião, o parlamentar esteve acompanhado dos assessores dos deputados comunistas Fabrício Falcão e Olívia Santana, Élvio Magalhães e Alex. "Conversamos sobre a possibilidade de estudos e a implantação do gás em Juazeiro e na região Norte. Em breve, teremos boas novidades", afirma. 

De acordo ainda com Zó, é um combustível que pode substituir qualquer outro derivado do petróleo, serve para uso de fertilizantes e atende aos setores da indústria, mineração, shoppings e veículos. "Segundo a Bahiagás, a utilização do gás natural evita desmatamento e reduz emissões de poluentes. Além de ter uma combustão limpa e mais eficiente quanto ao seu rendimento térmico", explica...

Veículos do Estado tem sistema de combustível convertido para Gás Natural

Um total de 45 veículos Estado foi transformado para Gás Natural Veicular (GNV), nos últimos trinta dias, fruto de um convênio da Secretaria da Administração (Saeb) com a empresa Bahiagás, para conversão de 140 carros da frota estadual para GNV. Os automóveis já estão rodando nas ruas, gerando uma economia de cerca de 50% no custo de combustível, em comparação com consumo de gasolina. Os outros 95 veículos restantes vão ser modificados no início de 2017. 

O contrato para instalação dos kits vai contemplar 17 órgãos públicos estaduais, pertencentes à administração direta e indireta do poder executivo. A conversão para GNV será feita em veículos leves, movidos à gasolina/álcool, a exemplo de Ecosport, Fiesta, Palio e Sandero. O custo médio para a instalação de um kit de gás natural foi estimado em R$ 5,7 mil. Os veículos que vão ser modificados pertencem à frota própria do Estado, que possui 4.679 unidades. 

O secretário da Administração, Edelvino Góes, ressaltou a economia gerada para o Estado pelo projeto, além do ganho ambiental. “O convênio traz uma vantagem econômica expressiva para o Estado, além da melhora de qualidade do meio ambiente, com da diminuição da emissão de poluentes na atmosfera”, destacou. Já para o diretor-presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza, a assinatura do convênio é uma das principais etapas do Programa +GNV, que compreende uma série de iniciativas visando à expansão do mercado do combustível. “O segmento do GNV é muito importante para a Bahiagás e também para o desenvolvimento do Estado. A oferta de combustível mais barato possibilita a ampliação dos deslocamentos de pessoas e produtos, e, por conseguinte, a dinamização da economia nas regiões alcançadas pela iniciativa”, pontuou. 

Confira a matéria completa no site da Saeb. ..

Conversão de veículos do Estado para gás natural gera economia de 50% para a Bahia

A Secretaria da Administração (Saeb) publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (4) a homologação da licitação número 002/2016, para a contratação da empresa que vai instalar kits de Gás Natural Veicular (GNV) em 140 carros pertencentes à frota do Estado. O projeto foi resultado de um convênio com a empresa Bahiagás, que irá aportar um investimento de R$ 800 mil, para a conversão dos veículos ao gás, iniciada ainda este mês. A medida vai gerar para o Estado uma economia de 50% no custo de combustível. 

Outra vantagem do projeto é a redução da emissão de monóxido e dióxido de carbono no meio ambiente, diminuindo os índices de poluição do ar. O acordo não gera ônus para os o Estado, já que a Bahiagás vai financiar o projeto como parte de sua estratégia mercadológica de fomentar o uso de Gás Natural Veicular no Estado. 

O contrato para instalação dos kits vai contemplar 17 órgãos públicos estaduais, pertencentes à administração direta e indireta do poder executivo. Veículos serão transformados para gás nas secretarias da Administração, Fazenda, Trabalho, Desenvolvimento Econômico, Administração Penitenciária, Relações Institucionais, Justiça e Direitos Humanos, Desenvolvimento Urbano, Agricultura e Educação. Órgãos como Procuradoria Geral do Estado, Agerba e Inema também vão ser beneficiados com conversão de veículos pertencente à suas frotas.

O secretário da Administração, Edelvino Góes, ressaltou a economia gerada para o Estado pelo projeto, além do ganho ambiental. “O convênio traz uma vantagem econômica expressiva para o Estado, além da melhora de qualidade do meio ambiente, com da diminuição da emissão de poluentes na atmosfera”, destacou. Já para o diretor-presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza, a assinatura do convênio é uma das principais etapas do Programa +GNV, que compreende uma série de iniciativas visando à expansão do mercado do combustível. “O segmento do GNV é muito importante para a Bahiagás e também para o desenvolvimento do Estado. A oferta de combustível mais barato possibilita a ampliação dos deslocamentos de pessoas e produtos, e, por conseguinte, a dinamização da economia nas regiões alcançadas pela iniciativa”, pontuou. ..