RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 415 registros para a palavra: economia

Contribuintes com dívidas do ISS nas áreas de educação e saúde terão descontos de 100% de multas e juros em Juazeiro

A prefeita Suzana Ramos sancionou a Lei 3.036/2021 que alterou a redação do parágrafo 7º do art. 4º da Lei Municipal nº 2.996, de 12 de março de 2021, que institui no âmbito municipal o Programa de Parcelamento Incentivado 2021 (PPI). 

O Programa de Parcelamento Incentivado é destinado a promover a regularização de créditos de contribuintes com dívidas (pessoas físicas e jurídicas) do Município de Juazeiro, decorrentes de débitos tributários e não tributários, constituídos ou não, inclusive os inscritos em dívida ativa, ocorridos até 30 de dezembro de 2020, incluindo Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Taxa de Licença de Localização e Funcionamento (TLLF), Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e taxa de concessão aos permissionários de feiras e mercados que estejam em débito...

Sobradinho: SESOL e equipe da Gestão Municipal se reúnem com expositores, agricultores e artesãos para os preparativos da 1º Feira de Economia Solidária de Sobradinho

Foi realizada nesta segunda-feira (08) no auditório da Universidade Aberta do Brasil - UAB Sobradinho, uma reunião com agricultores, expositores e artesãos juntamente com a SETUC, Sala do Empreendedor, SEAMA e SESOL, para discutir os detalhes da 1° Edição da Feira de Economia Solidaria de Sobradinho.

O encontro teve como objetivo passar aos expositores os requisitos e detalhes da linha de produção, tais como armazenamento dos produtos, lote, validade, certificação e descrição em geral dos produtos que serão expostos na feira...

Exportações baianas chegam a US$ 8 bilhões no acumulado do ano e superam 2020

As exportações baianas alcançaram o montante de US$ 8,24 bilhões [dólares] no acumulado de janeiro a outubro do ano corrente, o que representa um crescimento de 29,6% na relação com o mesmo período de 2020.

"Com os dados de outubro já superamos todo o ano de 2020. Obviamente que existe uma disparidade muito grande em relação ao último ano, muito por conta do impacto da pandemia de Covid-19, mas ainda assim trata-se de um forte indício de que aos poucos estamos voltando a crescer", avalia o vice-governador João Leão, secretário do Planejamento. ..

Brasil corta em 10% as tarifas de importação

O governo brasileiro anunciou, nesta sexta (5), a redução em 10% das tarifas de importação de aproximadamente 87% dos bens e serviços importados pelo país até o dia 31 de dezembro de 2022.

Em nota conjunta, divulgada pelo Ministérios da Economia e das Relações Exteriores, o governo diz que a medida “justifica-se pela situação de urgência trazida pela pandemia de Covid-19 e pela necessidade de poder contar, de forma imediata, com instrumento que possa contribuir para aliviar seus efeitos negativos sobre a vida e a saúde da população brasileira”...

Feira de Economia Solidária é sucesso na comercialização de produtoras e produtores de Remanso

A cidade de Remanso recebeu a Feira de Economia Solidária 100 edições nos dias 28, 29 e 30 de outubro. O evento contou com a presença de 40 expositores que comercializaram produtos variados, entre eles doces, geleias, bolos, pães, mel, artesanatos e muito mais e aconteceu na praça Manoel Firmo Ribeiro.

O ato solene de abertura aconteceu no auditório da Biblioteca Municipal e contou com a presença dos expositores e autoridades locais. Também foi realizada a apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelo Centro Público de Economia Solidária Sertão do São Francisco (CESOL-SSF) aos participantes, e logo após, o sorteio para a organização dos estandes. ..

Brasil sentirá impactos econômicos da pandemia até 2050, diz pesquisa

Os impactos sociais e emocionais da pandemia de covid-19 são amplamente conhecidos, divulgados e podem ser sentidos mais corriqueiramente. Mas qual a repercussão na economia das milhares de vidas perdidas? Pesquisadores da Rede Clima integraram dados epidemiológicos a um modelo econômico e identificaram que os impactos econômicos das mortes na pandemia no Brasil poderão ser observados até 2050.

“Uma pessoa que faleceu aos 50 anos teria pelo menos mais 25 anos, provavelmente, de idade econômica ativa, mais um período de aposentadoria. Toda essa renda futura foi perdida”, aponta o coordenador do grupo, Edson Domingues, da Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Nesse sentido, ele acrescenta que também há perdas em domicílios com morte de aposentados. “No Brasil, há vários grupos familiares que dependem dessa renda”...

Tesouro descarta crédito extra se PEC dos Precatórios não for aprovada

A abertura de créditos extraordinários para financiar uma prorrogação do auxílio emergencial ou parte do Auxílio Brasil está descartada caso o Congresso não aprove a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios, disse ontem (28) o subsecretário de Planejamento Estratégico de Política Fiscal do Tesouro Nacional, David Rebelo Athayde. Segundo ele, não existe um estado de calamidade que justifique a medida.

“Estamos vendo, em 2021, a volta à normalidade, a vacinação crescendo. Mais da metade da população está com duas doses de vacina. É um processo bastante dinâmico para a recuperação econômica. Não vejo qualquer espaço para novo decreto de calamidade pública para, eventualmente, puxar novas despesas. Isso estaria fora de questão”, declarou Athayde, ao explicar o superávit primário de R$ 303 milhões registrado em setembro...

Remanso recebe Feira de Economia Solidária nesta quinta-feira (28)

A Feira de Economia Solidária está chegando em Remanso, encerrando o mês de outubro com chave de ouro. A abertura terá início nesta quinta-feira (28), a partir das 17h, na Biblioteca Municipal de Remanso, onde acontecerá o encontro com os empreendimentos solidários que comercializarão seus produtos durante a feira.

O evento seguirá durante os dias 29, das 9h às 21h e 30/10, das 09 às 14h, na praça Manoel Firmo Ribeiro. Quem passar pelo local vai encontrar 40 expositores, com empreendimentos solidários da cidade, contendo artesanatos, alimentos, além de atrações culturais e artistas regionais...

Copom eleva juros básicos da economia para 7,75% ao ano

Em meio ao aumento da inflação de alimentos, combustíveis e energia, o Banco Central (BC) apertou ainda mais os cintos na política monetária. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) elevou a taxa Selic, juros básicos da economia, de 6,25% para 7,75% ao ano. A decisão surpreendeu os analistas financeiros, que esperavam reajuste para 7,5% ao ano .

A taxa está no nível mais alto desde outubro de 2017, quando também estava em 8,25% ao ano. Esse foi o sexto reajuste consecutivo na taxa Selic. De março a junho, o Copom tinha elevado a taxa em 0,75 ponto percentual em cada encontro. No início de agosto, o BC passou a aumentar a Selic em 1 ponto a cada reunião. Com a alta da inflação e o agravamento das tensões no mercado financeiro, o reajuste passou para 1,25 ponto em setembro...

Ministro da Economia Paulo Guedes dispara contra Marcos Pontes: 'astronauta, burro!'

Depois de admitir o furo no teto dos gastos, contrariando afirmação do presidente Jair Bolsonaro, para conseguir recursos e bancar o Renda Brasil, o ministro da Economia, Paulo Guedes, anda na corda bamba, mas abrindo a chamada ''caixa de ferramenta'' contra, ao que parece, adversários de sua política econômica.

O desabafo do ministro aconteceu em reunião privada, contudo, com vários interlocutores, não só da equipe ministerial, mas ainda da base governista no Congresso Nacional. ..

Sobradinho: gestão municipal se reúne para preparativos da 1° Edição da Feira de Economia Solidária, que acontecerá nos dias 18, 19 e 20 de novembro

Sobradinho: gestão municipal se reúne para ultimar preparativos da 1° Edição da Feira de Economia Solidária, que acontecerá nos dias 18, 19 e 20 de novembro
Foi realizada na última sexta-feira (22) uma reunião entre representantes das Secretarias de Esportes Turismo e Cultura, Fazenda, Agricultura e Meio Ambiente, Infraestrutura e Serviços Públicos e Sala do Empreendedor para discutir os preparativos finais da 1° Edição da Feira de Economia Solidária de Sobradinho.

O evento acontecerá nos dias 18, 19 e 20 de novembro e reunirá pequenos comerciantes, artesãos, expositores e artistas de diversos segmentos no estacionamento da Biblioteca Municipal, na Praça dos Trabalhadores...

Ministério reitera que horário de verão não resulta em economia de energia

Um novo estudo encomendado pelo Ministério de Minas e Energia reitera avaliação anterior de que a adoção de horário de verão não resulta em “economia significativa de energia”, e que as medidas adotadas pelas autoridades do setor são suficientes para garantir o fornecimento de energia.

Em nota, o ministério informa que “considerando análises técnicas devidamente fundamentadas, o MME entende não haver benefício na aplicação do horário de verão e que as medidas tomadas pelo Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) e pela Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética (CREG) têm se mostrado suficientes para garantir o fornecimento de energia elétrica ao Sistema Interligado Nacional de energia elétrica (SIN) na transição do período seco para o período úmido”...

Dólar volta a subir nesta sexta-feira (22). Bolsa segue em queda reagindo à crise do teto de gastos e 'debandada' na Economia

O mau humor do mercado está em alta no primeiro dia após a nova debandada da equipe econômica e a sinalização do governo de que as regras fiscais não serão respeitadas e, sim, burladas. Esse aumento da desconfiança no controle das contas públicas fez Bolsa de Valores de São Paulo (B3) abrir novamente no vermelho, com forte oscilação nos primeiros minutos de pregão; e o real perder valor frente ao dólar.

A divisa norte-americana dólar voltou a subir nesta sexta-feira (22/10), como reflexo dessa desconfiança no governo, e já supera o patamar de R$ 5,71...

Economistas temem “efeito rebote” caso governo fure teto para bancar Auxílio Brasil

A reação negativa dos mercados em relação à pretensão do governo de furar o teto de gastos para financiar o novo Bolsa Família é o primeiro sinal de um cenário bem mais negativo que começa a ser desenhado na economia, na opinião de especialistas ouvidos pela CNN Brasil.

O teto de gastos é uma regra que limita o avanço anual dos gastos públicos à inflação do ano anterior. Ele foi criado em 2016 a partir da constatação de que o país caminhava para um cenário de desastre fiscal, já que o crescimento das despesas públicas crescia ao ano sistematicamente 6% acima da inflação. Nesse ritmo, a análise geral é que não demoraria até que o país perdesse a capacidade de arcar com suas dívidas...

Manutenção do teto de gastos é determinante, diz equipe econômica

Em meio à possibilidade de parte do benefício do Auxílio Brasil ficar de fora do teto de gastos, a Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia (SPE) divulgou nota informativa reforçando a importância do teto de gastos para a consolidação fiscal das contas públicas.

“A manutenção do teto de gastos é determinante, uma vez que esta medida tem permitido a imposição de limites ao gasto público e contribui para a sua racionalização”, diz o documento...

Para vice-governador, expansão de 26,8% do volume de serviços prova a recuperação econômica baiana

"Mês a mês, os dados nos dão a certeza de que caminhamos no sentido da recuperação da nossa economia e ficamos mais uma vez satisfeitos por constatar o resultado dos esforços que o Governo do Estado têm feito nesta direção". A avaliação é do vice-governador João Leão, secretário do Planejamento, com relação à expansão de 26,8% do volume de serviços na Bahia em agosto de 2021 na comparação com o mesmo período do ano passado. Em relação ao mês de julho deste ano, o crescimento foi de 1,7% com ajuste sazonal. O indicador no acumulado no ano ampliou 11,6%. 

Para o secretário de desenvolvimento econômico, Nelson Leal, a expansão do volume de serviços é uma boa sinalização de retomada da economia. "O setor de serviços é um dos que mais empregam, e essa também é uma excelente notícia, pois são oportunidades de emprego que voltam a aparecer com a melhora dos índices da pandemia.", disse secretário. ..

Aumento nos preços se espalha por vários setores da economia mesmo com a população comprando menos

Os brasileiros têm sentido no bolso o alerta do Fundo Monetário sobre a inflação. O aumento nos preços não tem dado trégua mesmo com a população comprando menos. É que, desta vez, a alta de preços não é pelo aumento do consumo.

Na gangorra dos preços, de um lado está quem compra, do outro quem produz. E se o consumo está lá no chão, é a produção que está puxando a inflação para o alto. Uma situação que não se vê toda hora...

Atividade do comércio tem alta de 2,3% no Dia das Crianças, aponta Serasa Experian

As vendas do comércio físico brasileiro tiveram alta de 2,3% na semana de comemoração do Dia das Crianças deste ano (05/10 a 11/10), em comparação a igual período de 2020. De acordo com o Indicador de Atividade do Comércio da Serasa Experian, quando considerado apenas o final de semana (09/10 a 11/10), houve expansão de 1,1%. 

Para o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, é preciso levar em consideração a baixa registrada em 2020. “O tombo do ano anterior, marcado pelas restrições de funcionamento do varejo devido a pandemia no país, fez com que o crescimento de 2,3% significasse apenas uma recuperação parcial da atividade do comércio”...

Exportações baianas alcançam US$ 946,3 milhões, maior valor do ano

 Em setembro, as exportações baianas alcançaram US$ 946,3 milhões, maior valor do ano, com crescimento de 49,6% em relação a igual mês de 2020. "Os números são animadores, vivemos o melhor setembro desde 2014 e no acumulado do ano, já atingimos US$ 7,23 bilhões em exportações. O crescimento das vendas para China continuam crescendo, atingimos 38%, já Estados Unidos e União Europeia voltaram a comprar mais atingindo aumento respectivo de 36% e 57%", declara o vice-governador João Leão, secretário do Planejamento. 

De acordo com os dados analisados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Seplan, o resultado foi impulsionado pela retomada da atividade econômica no mundo, com avanço da vacinação contra o coronavírus e o arrefecimento da pandemia. ..

Marcos Pontes critica Ministério da Economia por corte de R$ 600 milhões no orçamento da ciência

O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes considerou uma “falta de consideração”  o corte de R$ 600 milhões do orçamento do Ministério da Ciência e Tecnologia, em verbas destinadas ao financiamento de pesquisas.

Marcos Pontes publicou em uma rede social neste domingo (10) que o corte é “equivocado e ilógico”, cobrando uma correção imediata: "Falta de consideração. Os cortes de recursos sobre o pequeno orçamento de Ciência do Brasil são equivocados e ilógicos. Ainda mais quando são feitos sem ouvir a Comunidade. Científica e Setor Produtivo. Isso precisa ser corrigido urgentemente”, escreveu...