RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 5 registros para a palavra: STTR

Justiça determina que Receita Federal e cartório de Petrolina cancelem CNPJ do STTR; entidade pagará multa por descumprimento de sentença

A juíza Kevia Duarte Muniz, da 2ª Vara do Trabalho de Petrolina, atendeu a um pedido do Sindicato dos Agricultores Familiares (Sintraf) e ordenou que a Receita Federal e o cartório do 1º Ofício de Registro de Pessoas Jurídicas do município cancelem o CNPJ do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Agricultoras Familiares (STTR). Na sentença, a magistrada também multou o órgão representativo pelo descumprimento de decisões passadas.

Desde novembro de 2019, a Justiça havia declarado o STTR ilegítimo, proibindo-o de atuar como entidade sindical. Mesmo cabendo recurso, a então juíza Marília Gabriela Andrade determinou cumprimento imediato da decisão, no entanto, o sindicato seguiu agindo clandestinamente...

Após ordem judicial ignorada, requerimento do Sintraf pede execução e multa de R$ 87 mil contra STTR

Passados dois meses da sentença que anulou – ao menos oficialmente – a atuação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (STTR), um novo requerimento junto à 2ª Vara do Trabalho de Petrolina cobra a execução imediata e a aplicação da multa de R$ 87 mil por descumprimento de ordem judicial.

O documento, apresentado pelo Sindicato dos Agricultores Familiares (Sintraf), acusa o STTR ainda de permanecer exercendo ilegalmente atividades, como cobrança de mensalidades, realização de assembleias e uso de meios políticos para a apropriação de programas sociais do poder público, uma vez que a existência da entidade “desafia decisão judicial”. A reclamação também solicita a possibilidade de o descumprimento caracterizar crime de desobediência...

Para receber milho com baixo custo, agricultores devem realizar cadastro no STTR em Petrolina

Com o objetivo de diminuir os impactos da seca, cerca de mil toneladas de milho serão distribuídas em valor abaixo do mercado para agricultores familiares manterem suas criações de animais no período de estiagem em Petrolina, no Sertão de Pernambuco.

O processo de estocagem e transporte para logística de entrega do milho será realizado pela Prefeitura de Petrolina em parceria com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Os agricultores devem receber os grãos até o final de janeiro de 2020...

Juíza do Trabalho de Petrolina (PE) decreta anulação do STTR e multa diária de R$ 1 mil em caso de descumprimento da decisão

A juíza Marília Gabriela Mendes, da 2ª Vara da Justiça do Trabalho de Petrolina (PE), publicou na última sexta-feira (8) sua decisão a respeito da acusação de que o Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (STTR) atua ilegalmente ao emitir documentos, recolher mensalidades e se identificar como representante da categoria no município.

Em um processo que levou quase um ano até a sentença, de 10 páginas, a juíza Gabriela Mendes analisa as acusações do Sindicato dos Agricultores Familiares (Sintraf) contra o STTR, ouviu os argumentos da defesa e avaliou as provas documentais e testemunhais para concluir: é incontroverso que o Sintraf possui registro e carta sindical, atuando em favor da categoria, como também é incontroverso que o réu encontra-se suspenso por ato do extinto Ministério do Trabalho, e por tais razões deve ser anulado o registro cartorário e de CNPJ do STTR. A entidade também fica proibida de emitir documentos como a DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf) ou de atuar na representação dos agricultores...

STTR’s do Vale se reúnem para planejar estratégias para as negociações

Nesta sexta-feira (16), os representantes dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais de Pernambuco e Bahia se reuniram na sede do STR Petrolina para discutirem as ações que serão realizadas na primeira mesa de negociações, prevista para esta segunda-feira (19).

Para o secretário de assalariados rurais de Juazeiro José Manoel dos Santos as expectativas são boas, principalmente pela participação ainda maior dos trabalhadores e a continua mobilização dos sindicatos nas empresas. “A receptividade dos trabalhadores com a pauta de reivindicações é muito boa, principalmente no que diz respeito a cesta básica, o salário nós sabemos que é essencial, mas a cesta básica, a alimentação gratuita no local de trabalho, que os trabalhadores tem visto como uma alternativa até para um reforço salarial.” Com a aprovação da pauta na mesa de negociações serão beneficiados mais de 100 mil trabalhadores do Vale do São Francisco...