RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 118 registros para a palavra: Roberto Malvezzi

CD em defesa do Rio São Francisco será lançado em outubro

Os músicos e compositores Nilton Freittas, Targino Gondim e Roberto Malvezzi – Gogó se uniram para lançar o projeto "O Belo Chico – Convivência com o Rio São Francisco através da música". A produção tem como objetivo chamar a atenção para luta em defesa do Velho Chico e, através das canções, animar o povo, estimular a construção de reflexões sobre o rio e a consciência política e sociambiental.  

O projeto Belo Chico consiste num álbum com canções que que falam da situação do São Francisco, seu povo, suas comunidades, potencialidades, perigos e esperanças. O CD é composto por 13 músicas, sendo algumas inéditas dos autores de Belo Chico, e outras já consagradas e conhecidas, de autoria própria ou de terceiros, selecionadas pelo conteúdo das letras e pela melodia. O Belo Chico será  apresentado ao público no dia 02 de outubro, em uma live, transmitida no Youtube, através do canal TV Irpaa, em alusão ao aniversário do rio que é celebrado em 04 de outubro.  ..

Artigo - Quando a paróquia vira um inferno!

Um dos demônios alimentados pelos fundamentalistas religiosos é que nos países comunistas não há liberdade religiosa. Lá seriam proibidas missas, celebrações, procissões, assim por diante. Aqui, no Brasil, muito pelo contrário, a liberdade religiosa é total e completa.

Talvez, se fôssemos perguntar aos terreiros de candomblé e outras expressões religiosas de origem africana, eles nos diriam que nem sempre têm liberdade religiosa. Antigamente a Igreja Católica se sentia no direito de perseguir os cultos afros no Brasil, até pichados como coisas do demônio. Na verdade, foi um comunista chamado Jorge Amado que introduziu na Constituição Brasileira de 1946 a liberdade religiosa para os cultos afros. Hoje, muitos pastores e igrejas evangélicas se sentem no direito de perseguir os cultos afros...

Artigo: Paulo Guedes é o ícone da “economia que mata”

 Se existe alguma virtude no atual governo é que ele é absolutamente transparente nos seus propósitos, ainda que seja uma perversa transparência. Como diz Jesus sobre os mercenários em uma de suas falas: “O ladrão vem apenas para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente” (João 10,10).

Bolsonaro avisou na campanha que viria para destruir (voltar 50 anos na história) e que gostaria de ver mortos ao menos os 30 mil que a “ditadura torturou, mas não matou”. Esse propósito se materializa com os fatos, como os 400 mil mortos pela Covid19, mas também a fala expressa do ministro Paulo Guedes:..

Artigo: Tendências da humanidade e da terra - A Conjuntura a partir do pensamento complexo

O pensamento complexo é um desafio, não uma resposta (Edgar Morin).

O mundo jamais voltará a ser como era antes da pandemia. A pandemia indica a mudança do mundo. Como já se diz, passamos não por uma época cheia de mudanças, mas por uma mudança de época. Não são várias crises, mas uma crise civilizacional que se expressa em múltiplas dimensões (Papa Francisco)...

Artigo: Questionamento ao DETRAN

Como cidadão tenho um questionamento ao DETRAN quanto à revalidação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). No ano passado, diante da pandemia, o DETRAN transferiu a exigência da revalidação de carteiras com vencimento no ano de 2020 para 2021. Foi uma medida sábia e de cooperação com os cuidados sanitários exigidos pelo momento do Brasil e do mundo.

Entretanto, pessoas que precisam revalidar a carteira nesse ano de 2021, não tiveram seus prazos alongados para 2022. Claro que é um problema, porque o DETRAN nos obriga a sair de casa, passar por aglomerações para refazer a carteira exatamente no auge da pandemia, quando em nossa região praticamente já não há mais vagas nos hospitais. ..

Faleceu hoje (4), Vera Malvezzi, esposa do Teólogo e escritor Roberto Malvezzi (Gogó)

Faleceu nesta segunda-feira (4), neste início de tarde, a senhora Everanice Muniz Malvezzi (Vera Malvezzi), esposa do Teólogo, escritor e musico Roberto Malvezzi, Gogó, como é carinhosamente conhecido na região.

Em um comunicado enviado a amigos Roberto Malvezzi escreveu: “Comunico que Everanice Muniz Malvezzi, a Vera, minha esposa, faleceu hoje (4), há pouco. Minha companheira de 35 anos de vida. Fico eu, Roberto, e os filhos e filhas: Amaranta, Tamira, Amarildo e Tássio. Minha Nega de beleza exuberante se foi. Deus pôs, Deus tirou, louvado seja Deus. Grato a todos e todas pelas orações e a solidariedade. Roberto Malvezzi (Gogó)”, comunicou...

Água vendida como petróleo na Bolsa de NY: para o capitalismo, tudo deve ser privatizado

Nada de novo sob o sol, o capitalismo tudo transforma em mercadoria, cuja mercadoria mais vil é o ser humano (Marx em algum lugar dos Manuscritos). Um dia chegaria também na água, como chegou na terra, na biodiversidade, na cultura, nas religiões, nas pessoas humanas, inclusive nos órgãos humanos.

A notícia é que a água começou a ser cotizada como uma comoditie no mercado futuro de Wall Street, cujo preço flutuará “como fazem o petróleo, o outro e o trigo, tendo como base o índice Nasdaq Veles California Water (NQH2O) informou hoje CME Group” (El País). ..

Artigo: O Hidronegócio avança no Mercado Futuro

Nada de novo sob o sol, o capitalismo tudo transforma em mercadoria, cuja mercadoria mais vil é o ser humano (Marx em algum lugar dos Manuscritos). Um dia chegaria também na água, como chegou na terra, na biodiversidade, na cultura, nas religiões, nas pessoas humanas, inclusive nos órgãos humanos.

A notícia é que a água começou a ser cotizada como uma comoditie no mercado futuro de Wall Street, cujo preço flutuará “como fazem o petróleo, o ouro e o trigo, tendo como base o índice Nasdaq Veles California Water (NQH2O) informou hoje CME Group” (El País)...

Artigo - O ciclo das águas e as enchentes

Roberto Malvezzi (Gogó)

O ciclo das águas começa com as chuvas, a partir da evaporação dos oceanos. No Brasil e em parte do continente latino-americano, engrossado pela evapotranspiração da floresta Amazônica. Então, os rios voadores espalham chuvas por quase todo território nacional, que serão armazenadas em aquíferos como Guarani, Urucuia e Bambuí no Planalto Central. Depois, eles distribuem essas águas para todas as grandes bacias brasileiras...

Artigo - A inovação das candidaturas coletivas

As candidaturas coletivas surgem como um novo mecanismo eleitoral, de origem popular, ainda não legalizado, mas que estarão muito presentes nessas eleições municipais e devem ganhar o território nacional daqui para frente. Não é um instrumento legal de candidaturas, mas os grupos conseguem driblar as exigências da lei com muita criatividade, sem ferir a legalidade ou cometer algum tipo de crime.

O mecanismo reúne pessoas que defendem uma pauta comum, ou várias pautas comuns. Então, o CPF de um ou de uma das candidatas vai ao processo eleitoral, conforme as regras legais. Legalmente é o dono (a) do CPF que pode se eleger, mas é o coletivo que vai pensar os temas, a campanha e que vai posteriormente agir na Câmara de Vereadores. Ainda mais, as que conheci vão dividir o salário, o gabinete, o tempo de fala nas plenárias e ainda com seus assessores...

Artigo: O presidente "primus inter pares"

Um presidente que reúne os piores índices de governo de todos os tempos, realmente ele é um "primus inter pares", como disse de si mesmo. Vamos citar apenas alguns exemplos:

Pandemia: mais de 4 milhões de contaminados no Brasil, cerca de 130 mil óbitos. Pior só os Estados Unidos, talvez sejamos superados pela Índia em números absolutos. Um genocídio...

Artigo - Alguns sinais de esperança - Pequenas resistências, grandes vitórias contra Bolsonaro

Mergulhados na avalanche de negatividades desse governo, talvez fique difícil imaginar que nossas resistências estão gerando importantíssimas vitórias do povo brasileiro contra tempos que poderiam ser ainda piores.

Não se trata de falsos consolos, nem de suscitar falsas esperanças, mas de resistências importantes que podem nos animar a continuar nesse processo de resistir para existir. Não se trata de questões eleitorais, mas quem sabe, de uma nova cultura política, social e cultural nesse país...

Artigo - Bolsonaro sempre escolhe um ministro pior que o anterior

Roberto Malvezzi (Gogó)

Quando tomou posse, Bolsonaro disse que sua meta era retroagir o Brasil em 50 anos. Então, para voltarmos a 1970, o regime teria que ser militar; teríamos que voltar a uma ditadura, com extermínio de pobres, indígenas, esquerdas e negros pelos Comando de Caça aos Comunistas e Esquadrão da Morte; com um AI-5 instalado; sem legislação ambiental; sem a Constituição de 1988; com um PIB de 42 bilhões de dólares; com uma população de cerca de 95 milhões de brasileiros. Única coisa boa, teríamos Pelé, Jair, Gerson, Tostão e Rivelino de volta aos gramados...

Artigo - Eco-nomia e Eco-logia

Roberto Malvezzi (Gogó)

Nunca na história a correlação entre economia e ecologia foi tão clara e perturbadora. Nesse momento do Covid-19, as autoridades sanitárias do mundo inteiro nos orientam a permanecer em casa (Oikós) para não expandirmos a disseminação do vírus e nos contaminarmos como pessoas. Por outro lado, premidos pelas necessidades básicas do cotidiano, muitas pessoas não têm seu sustento garantido e arriscam a própria vida para sair em busca do pão de cada dia...

Artigo - Em busca da "sustentabilidade total": Francisco propõe mais sete anos de Laudato Si'.

Roberto Malvezzi (Gogó)

A Laudato Si', documento do Papa Francisco para as questões socioambientais, está celebrando cinco anos. Ao redor do mundo inteiro há celebrações, debates, comemorações por esse documento único da Igreja Católica. Ele trouxe a Igreja para dentro do século XXI, para dentro das grandes questões que afligem a humanidade e a Terra na qual habitamos...

Artigo - Tobias, o coveiro bíblico de Bolsonaro

Roberto Malvezzi (Gogó)

O livro de Tobias, que está na Bíblia Católica, retrata a vida de um jovem temente a Deus, que pratica sua fé no cotidiano, ajudando os mais necessitados, pagando seu dízimo, visitando os deportados e enterrando os mortos, mostrando um profundo respeito pelo ser humano também na hora da morte...

Espaço do Leitor: De Mussolini a Bolsonaro: trabalhando com os porões da alma humana

Roberto Malvezzi (Gogó)

- Io non ho creato il fascismo, l'ho tratto dall'inconscio degli italiani. Se non fosse stato così, non mi avrebbero seguito per venti anni (Mussolini) -..

As águas de Minas

As águas de Minas vêm da Amazônia,

Assim como as águas que caem..

Artigo - Ou as vacas de Bolsonaro na Amazônia, ou as uvas dos gaúchos no Sul

O governo Bolsonaro vai enviar projeto para liberar a pecuária, extrativismo mineral e cultivo de soja em territórios indígenas. O pretexto é sempre o desenvolvimento, geração de renda e emprego, essa trilogia mortal que é a permanente bandeira do mundo capitalista, inclusive o mais predador.

Estudos comparativos já demonstram com absoluta solidez que a floresta amazônica em pé gera mais riqueza que as monoculturas empobrecedoras da população e da biodiversidade. O açaí gera mais riqueza que a soja por hectare, assim como no caso da pecuária...

100 milhões de árvores do MST - um balanço de 2019

Não temos nossos corpos cobertos pela fuligem da queimada da Amazônia;
Não temos nossas almas cobertas pela lama de Brumadinho
Não temos nossas mãos sujas de sangue pelos índios, negros e guardiões da floresta assassinados ou pelas crianças mortas por balas certeiras atiradas a esmo pela polícia;

Não somos responsáveis pelos 24 milhões de subempregados e nem pelos 11,9 milhões de desempregados;
Não poluímos as praias paradisíacas do Nordeste com petróleo;
Não é de nossa responsabilidade o aumento de 4 milhões de pessoas em estado de miséria no Brasil;
Embora sejamos solidários e comprometidos com todos eles, esses males vêm de quem detém o poder no Brasil...