RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 92 registros para a palavra: OMS

OMS confirma 169 casos de hepatite de origem desconhecida

A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou, o surgimento de 169 casos de casos de hepatite aguda grave de origem desconhecida. A maioria das notificações está na Europa e envolve bebês, crianças e adolescentes entre 1 mês e 16 anos de idade. Até o momento, uma morte foi confirmada.

De acordo com a OMS, foram notificados 114 casos da doença no Reino Unido; 13 na Espanha; 12 em Israel; nove nos Estados Unidos; seis na Dinamarca; cinco na Irlanda; quatro na Holanda; quatro na Itália; dois na Noruega; dois na França; um na Romênia e um na Bélgica...

OMS monitora casos de hepatite aguda grave de origem desconhecida

A Organização Mundial da Saúde anunciou, nesta sexta-feira (15), que monitora casos de hepatite aguda grave de origem desconhecida em crianças na Europa.

De acordo com a entidade, até o dia 8 de abril, foram notificados 74 casos no Reino Unido, sendo dez deles na Escócia. Há relatos também de três casos confirmados na Espanha e ao menos seis, em investigação, na Irlanda...

Comitê de Emergências da OMS decide manter covid-19 como pandemia

A Organização Mundial de Saúde (OMS) decidiu, durante reunião do Comitê de Emergências, nesta quarta-feira (13/4), que ainda não rebaixará a classificação da covid-19 e que ainda estamos vivendo uma pandemia. Decisão vai na contramão do defendido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), que tem defendido rebaixar a covid-19 para endemia.

Durante a reunião, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, destacou que o mundo está enfrentando o menor número de mortes em dois anos. No entanto, devido ao comportamento imprevisível da covid-19, os países devem continuar em alerta. "Longe de ser o momento de baixar a guarda, este é o momento de trabalhar ainda mais para salvar vidas", afirmou. ..

Covid-19: São Paulo é o primeiro estado a atingir meta de vacinação. Meta de 90% é estabelecida pela OMS 

O estado de São Paulo é o primeiro do Brasil a atingir a meta da OMS de vacinados contra a covid-19 entre a população elegível, ao chegar a 90% de cobertura vacinal.

De acordo com o governo, o estado já aplicou mais de 102 milhões de doses. A meta de 90% de cobertura vacinal foi atingida ontem (15). Esse percentual também é definido como ideal pelo Ministério da Saúde...

Diretor da OMS diz que é “perigoso” pensar que pandemia está perto do fim

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta segunda-feira (24) que seria perigoso assumir que a altamente transmissível variante Ômicron do coronavírus é a última cepa que surgirá e que o mundo está no final da pandemia de Covid-19.

Entretanto, Tedros Adhanom Ghebreyesus disse que é possível neste ano sair da fase aguda da pandemia em que a Covid-19 representa uma emergência sanitária global se estratégias e ferramentas como testes e vacinas forem utilizadas de forma abrangente...

Artigo - A confusa e trapalhona decisão da OMS sobre a Síndrome de Burnout

Uma das dificuldades envolvendo o tema "Burnout" é que a noção ganhou status de dogma religioso. E, como tal, é indiscutível – trata-se de uma questão de fé. Entretanto, para aqueles que se reservam algum espaço para pensar sobre o assunto, há aspectos bastante interessantes a serem considerados.

A decisão da OMS de passar a nomear Burnout como "síndrome" é um deles. E a primeira impressão que se tem é que a confusão envolvendo o Burnout foi instalada dentro da própria Organização Mundial da Saúde, desde o momento em que decidiram anunciar a mudança na forma de descrever a síndrome:..

Ministério da Saúde diz que hidroxicloroquina é segura, mas vacinas não; nota técnica contraria OMS e cientistas

Nota técnica publicada nesta sexta-feira (21) pelo Ministério da Saúde contraria a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a comunidade científica e afirma que vacinas não têm demonstração de segurança. Na verdade, as vacinas contra a Covid são internacionalmente reconhecidas como método mais seguro de prevenção contra a doença.

O mesmo documento aponta que a hidroxicloroquina demonstrou segurança como uma tecnologia de saúde para a Covid-19 — o medicamento chegou a ser discutido pelos maiores órgãos de saúde do mundo e, desde março de 2021, a OMS não recomenda oficialmente seu uso para o tratamento ou prevenção do coronavírus...

Países doam menos de 20% das doses que prometeram à OMS

Os países ricos doaram uma fração das doses que prometeram ao consórcio Covax Facility, iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) para acelerar a imunização contra a Covid-19 de forma igualitária.

As doações estão demorando mais que o esperado, porque os países têm aplicado doses de reforço na sua própria população e iniciado a imunização de crianças e adolescentes, o que cria um importante dilema ético para o mundo...

"A Ômicron mais transmissível e os sistemas de saúde estão à beira de um colapso", diz diretor da OMS

Um tsunami de casos das variantes ômicron e delta do coronavírus colocará os sistemas de saúde à beira do colapso, alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

"Estou extremamente preocupado que a ômicron, sendo mais transmissível e circulando ao mesmo tempo que a delta, esteja causando um tsunami de casos. Isso está colocando e continuará a exercer uma pressão imensa sobre os profissionais de saúde exaustos, e os sistemas de saúde estão à beira de um colapso", disse o diretor da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em entrevista coletiva...

OMS diz que proteção de vacinas contra covid-19 é de seis meses

A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirma que a duração da imunização dada pelas vacinas contra a covid-19 é de seis meses. A estimativa foi por meio do cruzamento de vários estudos já realizados.

Kate o'bryan, especialista em vacinas da OMS, explica que a proteção de até seis meses não desaparece completamente depois desse período. Mas durante meio ano, o risco de doença grave, internação ou morte diminui drasticamente...

Vacinas são eficazes contra a Ômicron, diz OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) revelou, nessa terça-feira (7), que as vacinas são eficazes contra a nova variante Ômicron do coronavírus, detetcada na África do Sul, ao proteger os infectados que desenvolvem doença grave.

"Não há razão para duvidar" de que as vacinas atuais protegem os doentes infectados com Ômicron contra formas graves de covid-19, afirmou o responsável pela resposta de emergência em saúde pública da OMS, Michael Ryan, em entrevista. ..

OMS: não há morte vinculada à variante ômicron até o momento

A Organização Mundial da Saúde (OMS) não tem informações até o momento de nenhuma morte vinculada à variante ômicron do coronavírus, informou nesta sexta-feira (3) um dos porta-vozes da instituição em Genebra.

"Não vi nenhuma informação sobre mortes vinculadas com ômicron", disse Christian Lindmeier, em uma entrevista coletiva em Genebra...

Variante Ômicron representa risco global “muito alto”, diz OMS

A variante do coronavírus Ômicron provavelmente se espalhará internacionalmente e representa um risco “muito alto” de surtos de casos que podem ter “consequências graves” em alguns lugares, disse a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta segunda-feira (29).

Nenhuma morte relacionada à Ômicron foi relatada, embora mais pesquisas sejam necessárias para avaliar seu potencial de escapar da proteção induzida por vacinas e infecções anteriores, acrescentou...

OMS reúne especialistas para criar tratado de combate a pandemias. Objetivo é que populações não sejam apanhadas desprevenidas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reúne-se nesta segunda-feira (29) para discutir o Tratado Global de Combate às Pandemias. Durante três dias, representantes de quase duas centenas de países vão analisar as propostas do grupo de trabalho criado para pensar como é que o mundo se deve preparar para outras pandemias.

O objetivo é que as populações não voltem a ser apanhadas desprevenidas...

OMS classifica como 'preocupante' nova variante da covid e vai chamá-la de omicron

A nova variante B.1.1.529 da Covid-19, detectada pela primeira vez na África austral, foi classificada nesta sexta-feira (26) como "preocupante" pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e terá o nome de "omicron".

"A variante B.1.1.529 foi relatada pela primeira vez à OMS pela África do Sul em 24 de novembro de 2021 (...) Esta variante tem um grande número de mutações, algumas das quais são preocupantes", disse o grupo de especialistas comissionados pela OMS para acompanhar a evolução da Covid-19...

Diretora da OMS diz que mundo está entrando em quarta onda de covid-19

O mundo está entrando em uma quarta onda da pandemia do novo coronavírus. A avaliação é da diretora-geral adjunta de acesso a medicamentos e produtos farmacêuticos da Organização Mundial da Saúde (OMS), a brasileira Mariângela Simão. Ela abordou a situação da pandemia em conferência na abertura no Congresso Brasileiro de Epidemiologia.

“Estamos vendo a ressurgência de casos de covid-19 na Europa. Tivemos nas últimas 24 horas mais de 440 mil novos casos confirmados. E isso que há subnotificação em vários continentes. O mundo está entrando em uma quarta onda, mas as regiões têm tido um comportamento diferente em relação à pandemia”, declarou Mariângela Simão...

OMS duvida que alta vacinação vai deter a pandemia

O diretor da OMS na Europa se mostrou mais pessimista, ontem sexta-feira (10), sobre a possibilidade de um alto índice de vacinação deter sozinho a pandemia de Covid-19, devido às variantes que reduziram a perspectiva de uma imunidade coletiva.

A probabilidade de que a doença continue sendo endêmica é cada vez maior. Por isso, Hans Kluge pediu em coletiva de imprensa para "prever para adaptar nossas estratégias de vacinação", especialmente no que diz respeito às doses de reforço...

Covid-19: OMS alerta para variante identificada na Colômbia

Em seu boletim epidemiológico semanal, a Organização Mundial da Saúde fez um alerta para uma das variantes do novo coronavírus encontrada inicialmente na Colômbia, em janeiro de 2021.

A variante B.1.621 foi batizada de Mu e classificada como variante de interesse, termo utilizado para designar tipos do vírus que devem ser monitorados por autoridades de saúde, com análise sobre risco para a saúde pública...

OMS teme 236.000 mortos a mais por Covid na Europa até início de dezembro

A Europa poderá registrar 236.000 mortos adicionais pela pandemia da covid-19 até 1º de dezembro.

A afirmação é do diretor regional da Organização Mundial da Saúde (OMS), Hans Kluge, nesta segunda-feira, manifestando sua preocupação com o estancamento do ritmo de vacinação...

Covid-19: OMS pede que países adiem 3ª dose até vacinar vulneráveis

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, pediu que os países adiem a aplicação da terceira dose de vacinas contra a covid-19 para que os insumos possam chegar a países onde nem mesmo os profissionais de saúde e as populações de risco foram imunizados ainda.

Em entrevista coletiva virtual, Tedros destacou que, atualmente, apenas dez países alcançaram cobertura vacinal de 75% contra a doença. Segundo ele, a maior parte das nações de baixa renda sequer atingiu a marca de 2% da população imunizada. “O que está claro é que é urgente aplicar a primeira dose e proteger os mais vulneráveis antes que as terceiras doses sejam distribuídas.”..