RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 72 registros para a palavra: Marina Silva

‘A Amazônia com certeza corre risco’, diz Marina Silva

Para a candidata à Presidência derrotada da Rede, a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, a “Amazônia com certeza corre risco” no governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, Marina disse que vê com “preocupação” as propostas defendidas pelo novo governo em relação ao meio ambiente. Leia, abaixo, os principais trechos da entrevista.

Como a senhora enxerga os militares integrando o governo?..

Marina Silva declara voto a Haddad: 'Oposição democrática'

A candidata da Rede, Marina Silva, declarou nesta segunda-feira, 22, "voto crítico" no candidato do PT, Fernando Haddad, no segundo turno da eleição contra Jair Bolsonaro, do PSL. 
 
"Diante do pior risco iminente, de ações que, como diz Hannah Arendt, 'destroem sempre que surgem', 'banalizando o mal', propugnadas pela campanha do candidato Bolsonaro, darei um voto crítico e farei oposição democrática a uma pessoa que, 'pelo menos' e ainda bem, não prega a extinção dos direitos dos índios, a discriminação das minorias, a repressão aos movimentos, o aviltamento ainda maior das mulheres, negros e pobres, o fim da base legal e das estruturas da proteção ambiental, que é o professor Fernando Haddad", disse Marina em nota.

Marina ficou em oitavo lugar no primeiro turno, com 1% dos votos...

Eleições 2018: 2º turno na Bahia. Haddad aumenta a diferença ou Bolsonaro cresce? Alguém arrisca um palpite?

Todos os números relativos ao primeiro turno continuam disponíveis no Blog Geraldo José

O dia “D” da eleição no segundo turno vai se aproximando e na Bahia, onde todos os cargos majoritários e proporcionais já foram decididos, as atenções se voltam exclusivamente para a decisão presidencial, com Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando haddad (PT) disputando os votos dos baianos. No primeiro turno o petista teve 60,28% dos votos, contra apenas 23% do candidato do PSL.

No segundo turno, na Bahia, é possível que os números mudem radicalmente, uma vez que votos creditados aos demais candidatos na disputa vão migrar para os dois candidatos que avançaram na disputa. Há dúvida é: Os votos do candidato Ciro Gomes, que declarou apoio crítico ao PT, aumentam o percentual de Haddad no estado? O PSDB de Alkmin na Bahia acrescenta alguma soma nos votos de Bolsonaro? O percentual de evangélicos que votaram em Cabo Daciolo e Marina Silva, na sua maioria, migram em que direção? Estas são perguntas que só as urnas poderão revelar.

No primeiro turno Haddad, com apoio do Governador Rui Costa, eleito, foi majoritário, com quase 4,5 milhões de votos no estado, enquanto Bolsonaro ficou na casa dos 1,7 milhões. Ciro chegou próximo dos 700 mil votos, seguido por Alkmin, com aproximadamente 173 mil; Daciolo com 138 mil; Marina com 61 mil e Amoedo com 43 mil votos aproximadamente...

Pesquisa IBOPE: Bolsonaro lidera e Marina ou Ciro disputariam vaga no segundo turno

Pesquisa divulgada nesta quarta-feira (5), pelo IBOPE, apontou o nível de intenção de voto dos candidatos à Presidência da República.

Na pesquisa, conforme nota divulgada pelo IBOPE, o nome de Lula foi excluído, em função de decisão do TSE que indeferiu o registro da sua candidatura...

Julio Lossio atrai Marina Silva para Pernambuco

O crescimento da candidatura de Julio Lossio ao governo de Pernambuco chama à atenção da Rede Sustentabilidade e Marina Silva, candidata do partido à Presidência, estará de volta ao estado nesta terça-feira, 21 de agosto. 

Marina tenta repetir números eleição passada, onde foi majoritária em Pernambuco e o crescimento de Julio Lossio após retirada de Marília Arraes (PT) pode ajudar o projeto de ex-senadora a ter bons resultados novamente em Pernambuco.

A agenda de Julio e Marina começa no Porto Social, às 14h, no Recife. Às 15h30, eles concederão entrevista coletiva e, sem seguida, participarão de uma live, às 17h. À noite, eles participarão de um encontro com candidatos da Rede e do PV, no Hotel Luzeiros, também no Recife...

ELEIÇÕES 2018:REDE e PV confirmam chapa presidencial: Marina e Eduardo Jorge


A REDE, partido de Marina Silva e o Partido Verde oficializaram nesta quinta-feira a unidade das duas legendas para a eleição deste ano, com Marina e Eduardo Jorge compondo a chapa presidencial...

Eleições 2018: Ciro e Marina mantém diálogo, mas aliança é pouco provável

Em meio à pré-campanha eleitoral, os presidenciáveis Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) têm mantido diálogo direto. Apesar da expectativa de alguns setores do PDT com relação a uma possível união em chapa única, o irmão e articulador de Ciro, Cid Gomes (PDT), afirmou que uma aliança é "pouco provável".

 "Eles são muito amigos e se falam diretamente", disse em entrevista à colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo. "Mas acho pouco provável que saia uma aliança"...

Pelas redes sociais, Marina comenta saída de Parente

Através das redes sociais, a pré-candidata ao Planalto pela Rede, Marina Silva, comentou a saída de Pedro Parente da Petrobras. “O ex-presidente da Petrobras pediu demissão, apesar de ter feito uma gestão bem avaliada pelo mercado, mas faltou sensibilidade ao repassar o aumento do preço do combustível direto ao consumidor, neste momento difícil da vida dos brasileiros”, escreveu Marina no Twitter, ao afirmar que “sua saída reflete também os erros de um governo sem credibilidade que não teve capacidade de compreender a tempo a gravidade da situação”. ..

Bolsonaro, seguido por Joaquim Barbosa, lidera pesquisa divulgada neste sábado

A pesquisa Datapoder360, divulgada neste sábado (21) aponta que o deputado Jair Bolsonaro lidera as intenções de voto para presidente da República. O candidato do PSL tem entre 20% e 22%. Em segundo lugar aparece Joaquim Barbosa (PSB) com 13% a 16% das intenções de voto. Já no terceiro aparecem praticamente empatados Ciro Gomes (PDT) com 8,4% e Marina Silva (Rede), com 8,2%.

O estudo aponta ainda Fernando Haddad (PT), com 7,4% das intenções de voto e  Álvaro Dias (Podemos), com 6,3%. Outros 17,3% responderam que votariam branco ou nulo e 8,2% não responderam. A pesquisa DataPoder360 foi realizada nos dias 16 a 19 de abril, por meio de ligações telefônicas (para aparelhos celulares e fixos), e teve 2.000 entrevistas em 278 cidades brasileiras. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais. O estudo está registrado no TSE sob o número BR-06596/2018...

Marina Silva se defende de apoio a Aécio em 2014

Em sua segunda viagem à capital mineira em menos de 10 dias, a pré-candidata da Rede Sustentabilidade ao Palácio do Planalto, Marina Silva, se defendeu nesta quinta-feira, 19, do apoio que deu ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), no segundo turno das eleições para o governo federal em 2014.O tucano é réu em processos por corrupção passiva e obstrução da Justiça no Supremo Tribunal Federal (STF). Marina ficou em terceiro lugar nas eleições de 2014, que teve Dilma Rousseff (PT) e Aécio no segundo turno. A petista venceu e, em 2016, sofreu impeachment.”Fui a pessoa que sugeriu que levasse o senador Aécio Neves ao Conselho de Ética do Senado. E defendo que não se tenha dois pesos e duas medidas. Na época em que foi declarado o apoio, ninguém sabia o que o Aécio e a Dilma fizeram. A maioria de vocês aqui (disse, se dirigindo a repórteres) votou em um dos candidatos do segundo turno. Aposto que não sabiam. Se soubessem, com certeza não votariam. Então, a mesma coisa fui eu”, afirmou.Marina Silva esteve em Belo Horizonte para encontro com o prefeito da cidade, Alexandre Kalil (PHS), que tem como vice Paulo Lamac, do mesmo partido da pré-candidato.

Sobre a agenda constante na capital do Estado com o segundo maior colégio eleitoral do País, Marina disse que vem desenvolvendo um trabalho na área ambiental com jovens.A pré-candidata disse ainda ser a favor que se acabe com o foro privilegiado. “Porque a prisão em segunda instância está correta no meu ponto de vista, mas se cria dois pesos e duas medidas quando o foro privilegiado permite que o Renan Calheiros, o Romero Jucá, o Aécio, o Temer, o Padilha fiquem escondidos atrás do foro privilegiado”...

Com candidatura confirmada pela REDE, ex-prefeito de Petrolina já botou pré-campanha nas ruas

Em vista ao Agreste Júlio Lóssio tenta dar visibilidade à sua pré-candidatura

Embalado nos números da Pesquisa Datafolha, publicada neste final de semana, em que a pré-candidata Marina Silva aparece bem posicionada, com 15 pontos, num cenário sem Lula, o ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lossio, que já vinha dando passos no sentido de dar alguma visibilidade à sua candidatura, botou a pré-campanha em campo, alimentando o sonho de chegar ao Parque das princesas, em Pernambuco.

Recém-filiado à REDE, mesmo partido de Marina Silva, Júlio Lóssio teve seu nome confirmado pela legenda para concorrer ao Governo do Estado e está levando a serio o seu projeto, ainda que muitos considerem esse sonho distante.

Nos últimos dias Lóssio participou de uma agenda política no Agreste e reafirmou sua condição de Pré-candidato pela REDE em diversos municípios da região, incluindo Caruarú. Em Petrolina pelo menos mais dois candidatos já anunciaram o desejo de concorrer para o governo do estado: O senador Fernando Bezerra Coelho, pelo MDB e Odacir Amorim, pelo PT. Por enquanto só Júlio venceu a etapa partidária...

Marina Silva lidera corrida eleitoral em site de apostas internacional

Marina Silva (Rede) é a favorita para vencer as eleições presidenciais, segundo um dos mais importantes sites do mercado preditivo internacional, o Predict It. Na sexta-feira passada, a página neozelandesa apontava a pré-candidata como sendo a aposta mais certeira – na frente do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), do governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) e do o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O chamado mercado preditivo é composto por sites onde é possível se fazer apostas sobre o resultado de eventos, como eleições, votações específicas, desempenho empresariais e até resultado esportivos. Nos EUA, onde ele é bastante difundido, suas projeções são tratadas quase com a mesma seriedade de uma pesquisa de intenção de votos. “Em uma pesquisa tradicional, o pesquisado pode responder com algum descompromisso.

Em teoria, no mercado preditivo, o resultado seria até mais confiável porque envolve um investimento financeiro”, disse o pesquisador Ivan Roberto Ferraz, que desenvolveu um trabalho sobre o tema na Faculdade de Economia e Administração da USP (FEA). O Predict It, que abriu uma página para as eleições presidenciais brasileiras, funciona como uma bolsa de valores – com compra e venda de ações. Até agora, aparecem no cardápio do site, além dos nomes já citados, o de Ciro Gomes (PDT-CE), o do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa e até o da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Como ocorre em bolsas de apostas, resultados considerados mais previsíveis pagam menos do que as chamadas “zebras”. Segundo o site, o lucro de apostar em uma vitória da Marina é menor do que o de quem aposta na vitória de Alckmin...

Marina Silva como a mulher rica que troca de sapatos

A política tem coisa que somente mesmo o demônio para entender, se é que ele existe mesmo como pintado pelos fundamentalistas evangélicos que estão na própria política. Tem gente que entra no mundo político e assimila rapidamente o conceito de que o povo tem memória curta. É o caso da fada do Amazonas Marina Silva.

Entre as eleições de 2014 e essas vindouras do próximo outubro, Marina Silva poucas vezes deu às caras para pelo menos manter seus eleitores conscientes de que ela estava preocupada com alguma coisa nesse país. E dessas poucas vezes em que apareceu em público sempre pareceu uma metamorfose ambulante, porque muda de opinião como mulher rica que não trabalha troca de sapatos...

Baixas na Rede podem tirar Marina de debate

A possibilidade de a Rede perder dois deputados iniciou uma ofensiva de Marina Silva no Congresso para atrair novos parlamentares para a sigla. O motivo é que, com as baixas, o partido da pré-candidata à Presidência não teria o número mínimo de cinco representantes para a participação dela nos debates eleitorais na TV, conforme regra aprovada no ano passado durante a reforma eleitoral. Os deputados federais Alessandro Molon (RJ) e Aliel Machado (PR) negociam a filiação ao PSB, a convite do presidente da legenda, Carlos Siqueira. A expectativa é de que o anúncio ocorra ainda nesta semana. Com a saída deles, o partido de Marina fica com apenas três parlamentares no Congresso: os deputados Miro Teixeira (RJ) e João Derly (RS) e o senador Randolfe Rodrigues (AP). Apesar da preocupação, a Rede tem conversas avançadas com pelo menos dois parlamentares, sendo um deputado e um senador. De acordo com interlocutores, a própria Marina tem conduzido as reuniões, na sede do partido, em Brasília.

O último encontro ocorreu ontem e os nomes ainda são tratados com sigilo. Além de assegurar Marina nos debates entre os presidenciáveis, os convites para parlamentares têm como objetivo fortalecer o partido em Estados no quais, hoje, a sigla não tem representação. Coincidentemente, o PSB era um dos partidos procurados pela Rede para negociar possível aliança na eleição presidencial. Apesar de ainda não anunciada, a filiação de Molon e Aliel é dada como certa nos bastidores dos dois partidos. Pelo lado do PSB, dirigentes confirmam, em condição de anonimato, que eles já aceitaram o convite para integrar a legenda e o anúncio só não foi feito ainda por uma questão de divergências de datas...

Rede confirma Júlio Lossio como possível candidato na chapa majoritária em Pernambuco


A Rede Sustentabilidade em Pernambuco, partido político que tem Marina Silva como maior liderança, anunciou no último sábado, que entregará todos os cargos no Governo Paulo Câmara até o final do mês, confirmando ainda a informação de que o ex-prefeito de Petrolina, pode sair candidato a Governador do estado pela sigla.

A decisão foi anunciada durante a Conferencia Estadual da Rede, confirmando a disposição de sair com candidaturas próprias para os cargos executivos e apontando nomes como o do Superintende do Ibama em Pernambuco, João Arnaldo, do ex-deputado Roberto Leandro, do cantor Gospel, Jairinho e do ex-prefeito de Petrolina Júlio Lossio como nomes cotados para integrar uma chapa majoritária, que inclui vagas para o senado, vice e governador. As candidaturas da Rede tem como principal objetivo o reforço da candidatura de Marina Silva à presidencia, em 2018...

PESQUISA DATAFOLHA: LULA LIDERA, SEGUIDO POR MARINA SILVA E BOLSONARO

Pesquisa Datafolha, divulgada nesta segunda-feira (26) pelo Jornal Folha de São Paulo, aponta os índices de intenção de voto para a eleição presidencial de 2018.

São vários os cenários para o primeiro turno, todos liderados por Lula, com Marina Silva e Bolsonaro revezando-se na segunda colocação...

Socialistas recebem Marina Silva e tribos indígenas para debater a PEC 215

A Liderança do PSB e a bancada socialista na Câmara receberam, nesta quarta-feira (15), a ex-senadora e candidata a presidente nas eleições 2014, Marina Silva. Em companhia dos representantes de tribos indígenas e demais autoridades do ramo, Marina alertou aos parlamentares a necessidade de avaliar a PEC 215/00, que aprova a demarcação das terras tradicionalmente ocupadas pelos índios e a ratificação das demarcações já homologadas em território nacional.

"Esse ato trata-se da primeira agenda pública para articular assuntos políticos, desde a campanha eleitoral pelo PSB. O Congresso quer revisar unidades de conservação indígenas já criadas, o que extrapola todos os limites do razoável. Esta é uma articulação transpartidária e suprapartidária, e os indígenas querem o cumprimento da constituição", destacou Marina...

Em primeiro encontro com Marina, Aécio compara união à aliança que elegeu Tancredo Neves

No primeiro encontro público com Marina Silva, ocorrido na manhã desta sexta-feira em São Paulo, o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, afirmou que este é o momento mais importante da campanha e comparou a união com a ex-ministra à aliança democrática que elegeu seu avô Tancredo Neves no colégio eleitoral, em 1985.
— Deixo de ser um candidato de uma coligação e passo a ser o candidato de um movimento de mudança — declarou o tucano.
Marina surpreendeu o público ao aparecer com os cabelos soltos pela primeira vez desde o início, sem o tradicional coque.
— Ouço com alegria a sua manifestação de que trabalha por um movimento, o movimento de mudança.
O evento contou com participações de tucanos, como o candidato a vice-presidente Aloysio Nunes e o ex-governador de São Paulo Alberto Goldman, e aliados de Aécio, como o deputado federal reeleito Paulinho da Força (SD). Também estiveram presentes políticos do PSB, como Beto Albuquerque, candidato a vice nessas eleições, e Paulo Câmara, governador eleito de Pernambuco, além de pessoas próximas a Marina e a seu grupo político Rede Sustentabilidade como Guilherme Leal, candidato a vice-presidente em 2010, e Miro Teixeira.
O encontro foi filmado e deve ser aproveitado no programa eleitoral do candidato tucano.
Terceira colocada no primeiro turno, Marina anunciou apoio a Aécio no último domingo depois que o tucano se comprometeu a assumir propostas defendidas por ela, como o compromisso com o fim da reeleição, a reforma agrária e questões ambientais. ..

Marina Silva declara apoio a Aécio Neves no segundo turno

Após uma semana de negociações com o PSDB, a candidata derrotada à Presidência pelo PSB, Marina Silva, anunciou neste domingo (12) que apoiará o candidato tucano Aécio Neves no segundo turno. A decisão foi divulgada, em São Paulo, um dia depois de o presidenciável do PSDB assumir, por meio de uma carta aberta, uma série de compromissos para a área social, entre os quais parte das condições impostas pela ex-senadora para apoiá-lo na reta final da corrida pelo Palácio do Planalto. "Tendo em vista os compromissos assumidos por Aécio Neves, declaro meu voto e o meu apoio a sua candidatura. Votarei em Aécio e o apoiarei. Votando nesses compromissos, dando um crédito de confiança à sinceridade de propósitos do candidato e de seu partido e, principalmente, entregando à sociedade brasileira a tarefa de exigir que sejam cumpridos", disse Marina, ao final de um pronunciamento de cerca de meia hora, ao lado de seu candidato a vice na eleição presidencial, deputado Beto Albuquerque (PSB-RS).

"Não estou com isso fazendo nenhum acordo ou aliança para governar. O que me move é a minha consciência, e assumo a responsabilidade pelas minhas escolhas", complementou. Entre as promessas assumidas pelo tucano no sábado, em resposta às condições apresentadas pela ex-senadora, está, caso seja eleito, adotar uma política ambiental sustentável, priorizar o ensino integral no país e a criar um fundo para tentar solucionar os conflitos entre índios e produtores rurais, além do compromisso de que irá trabalhar para que o Congresso Nacional aprove o fim da reeleição para cargos executivos.  Em meio ao discurso deste domingo, Marina afirmou que um dos motivos que a motivaram a apoiar o antigo adversário do PSDB foi sua convicção sobre a importância da alternância de poder fará bem ao país. Ela também destacou trechos da carta de Aécio que, de acordo com a ex-senadora, atendem ao programa elaborado conjuntamente pelo PSB e pela Rede...

Dilma tem 40%, Marina, 27%, e Aécio, 18%, aponta pesquisa Datafolha

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (26) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Presidência da República:
- Dilma (PT): 40%
- Marina (PSB): 27%
- Aécio (PSDB): 18%
- Pastor Everaldo (PSC): 1%
- Luciana Genro (PSOL): 1%
- Eduardo Jorge (PV): 1%
- Zé Maria (PSTU): 0%*
- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
- Eimael (PSDC): 0%*
-LevY Fidelix(PRTB): 0%*
- Mauro Iasi (PCB): 0%*
- Branco/nulo/nenhum: 5%
- Não sabe: 6%

No levantamento anterior do Instituto, divulgado no dia 19, Dilma tinha 37%, Marina, 30%, e Aécio, 17%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S.Paulo"...