RedeGN - Sempre ligado.

Foram encontrados 110 registros para a palavra: caso beatriz

Documento que cria a CPI do Caso Beatriz já conta com 16 assinaturas

O documento que cria a CPI do Caso Beatriz já conta com 16 assinaturas. É o que o deputado estadual Romero Albuquerque, autor do pedido, informa. De acordo com ele, a comissão conquistou o apoio de outros três deputados governistas esta semana. 

Com isto, o grupo que deu início à movimentação na Assembleia Legislativa de Pernambuco deve continuar pressionando os outros colegas. O aval da deputada Jô Cavalcanti, do coletivo Juntas, ainda é esperado para fechar o número mínimo de assinaturas necessárias...

AO VIVO: Assista a entrevista de Lucinha e Sandro sobre o caso Beatriz Angélica

A RedeGN conversa com Lucinha Mota e Sandro Romilton, pais de Beatriz, falando sobre o desdobramento dos fatos que ganharam notoriedade nacional e seguem surpreendendo a cada instante, seja por uma notícia nova, seja pelas declarações de autoridades policias, especialistas, peritos criminais, advogados do caso, da família e muito mais.

Nesta sexta-feira, 21 de Janeiro, Lucinha Mota e Sandro Romilton vão conversar com nossos jornalistas, através das redes sócias da RedeGN, oportunidade em que fatos anteriores e os mais recentes serão abordados e esclarecidos...

Assembleia Legislativa de PE antecipa audiência pública sobre Caso Beatriz para fevereiro

A audiência pública sobre o Caso Beatriz na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) foi antecipada para o 9 de fevereiro. A audiência é fruto da solicitação da deputada estadual Dulci Amorim (PT), que encaminhou o pedido em dezembro de 2021, já que a parlamentar integra a Comissão de Cidadania, Direito Humanos e Participação Popular.

O presidente da Alepe, Eriberto Medeiros, confirmou nesta sexta-feira (21) que a solicitação foi acatada. A deputada Dulci usou as redes sociais para anunciar a realização da audiência...

Live: Últimos fatos e os desdobramentos do Caso Beatriz com a presença de Lucinha Mota e Sandro Romilton: Hoje às 19h na RedeGN

O Mês de dezembro foi de muita informação e desdobramentos sobre o caso Beatriz, e, como faz desde 2015, quando aconteceu a tragédia na família de Sandro e Lucinha Mota, com o assassinato da garota Beatriz Angélica, de apenas 7 anos, numa escola particular de Petrolina, a RedeGN sempre esteve atuando forte para que o caso não fosse esquecido, dando voz à família e buscando respostas nos órgão de segurança pública de Pernambuco.

Mais recentemente estivemos muito presente na caminhada de protesto feito por Lucinha Mota e Sandro Romilton, que viajaram mais de 700 Km, de Petrolina a Recife, para pedir agilidade no caso. Acompanhamos o dia a dia, cada passo, cada trecho percorrido, desde a saída, dando a divulgação necessária para que o justo protesto e os pedidos dos pais fossem alcançado por mais pessoas, em todos os recanto do Brasil...

Pernambuco: Líder do governo pede a aliados que não assinem CPI para investigar caso Beatriz

O deputado estadual Isaltino Nascimento, do PSB, líder do governo Paulo Câmara na Alepe, fez nesta ontem quinta (20)  um apelo e uma orientação à bancada de situação na casa para que não assinasse o pedido de CPI para investigar o caso Beatriz.

"O governo já fez o que era para ser feito, a pessoa responsável já foi presa, e a Justiça vai acompanhar. A sugestão então é não assinar e pode alegar que só assina se o líder do governo assinar", afirmou, na argumentação aos colegas deputados...

Onze deputados aderem à criação da CPI do Caso Beatriz. O requerimento precisa de 17 assinaturas

Romero Albuquerque, Clarissa Tércio e Joel da Harpa estão empenhados em levar as investigações do Caso Beatriz para a Assembleia legislativa de Pernambucop. Líder do movimento, Albuquerque criou um site (casobeatriz.com.br) para que a população acompanhe e solicite o apoio dos deputados. 

Até agora, além dos autores do pedido de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito, somente Cleiton Collins, Álvaro Porto, Gustavo Gouveia, Alberto Feitosa, Wanderson Florêncio,  Antônio Coelho, Priscila Krause e Romero Sales Filho aderiram à iniciativa. ..

Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco divulga nota sobre o Caso Beatriz

Após a Secretaria de Defesa Social (SDS) informar na última terça-feira (11) a descoberta do assassino da menina Beatriz, morta a facadas em Petrolina no ano de 2015, o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (SINPOL) se pronunciou sobre o caso em nota nesta quarta-feira.

A nota parabeniza o trabalho feito na investigação, mas reafirma que os obstáculos enfrentados ao longo dos anos estão relacionados às condições que a Polícia Civil enfrenta diariamente...

AO VIVO: Assista a coletiva do caso Beatriz em Recife

Lucinha Mota, mãe da menina Beatriz, morta com 42 facadas em 2015, dentro de uma escola particular de Petrolina, disse ontem, após tomar conhecimento, pela imprensa, que está pedindo a Deus para que se confirme a identidade do assassino da sua filha para que justiça seja feita, mas disse durante  live transmitida nas redes sociais que “Não cabe um inocente no processo de Beatriz", afirmou.

“Fomos pegos de surpresa. Falei com o chefe da Polícia Civil, que confirmou a notícia. Passei mal, mas já estou bem", informou ela, afirmando que não foi contatada pela Polícia de Pernambuco e que aguarda mais detalhes sobre o fato para então se pronunciar. “Não sabíamos de nada. Peço a Deus que seja ele, que se confirme, que esse assassino seja tirado da sociedade, que seja preso e condenado", disse...

"É por este motivo que solicitamos a Federalização do Caso Beatriz. É desumano. É assim que o Governo do Estado trata vítimas de homicídios", desabafou Lúcia

A  Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE) até o momento não autorizou os pais de Beatriz participar da coletiva marcada para essa quarta-feira (12). Com mais de 1 hora de atraso a coletiva ainda não teve início. O Secretário de Defesa Social disse que receberia os pais da menina Beatriz após a coletiva. Até o momento não houve justificativa para as autoridades barrarem os pais de participarem da coletiva.

A coletiva vai servir para Representantes da Polícia Civil, Polícia Científica e Ministério Público de Pernambuco detalhar como chegaram ao assassino da menina Beatriz. Os pais de Beatriz, Lúcia Mota e Sandro Romilton que viajaram para participar da coletiva no Recife, de acordo com filmagens obtidas através da live, foram proibidos de ter acesso ao encontro entre a SDS e a imprensa...

Após federalização do Caso Beatriz, chefe da Polícia Civil de Pernambuco, afirma que a corporação segue empenhada nas investigações

O Governo de Pernambuco afirmou, ontem terça-feira (28), ser favorável à federalização do caso da menina Beatriz Angélica, assassinada em 10 de dezembro de 2015 na escola Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina.

Lucia Mota e Sandro Romilton, pais da criança, foram recebidos pelo governador Paulo Câmara, no Palácio do Campo das Princesas no final da tarde de ontem...

Após pressão da família, Governo de Pernambuco anuncia que vai apoiar federalização do Caso Beatriz

Após pressão de Lucinha Mota e Sandro Romilton, e da comitiva que acompanha o caso Beatriz, o governo de Pernambuco anunciou que apoiará a federalização das investigações, uma das principais bandeiras defendidas pela família, que luta por Justiça. Uma nota oficial foi divulgada pelo Estado na tarde desta terça-feira (28) confirmando o apoio, após reunião reunião com a Comitiva e os pais da criança, de 7 anos, no Palácio do Campo das Princesas.

Paulo Câmara recebeu os pais de Beatriz, que vieram em caminhada de Petrolina ao Recife, ao lado da vice-governadora Luciana Santos, do secretário de Defesa Social, Humberto Freire, do secretário da Casa Civil, José Neto, do Chefe de Polícia Civil, Nehemias Falcão, e da procuradora-geral do Estado em exercício, Giovana Gomes. O governador assegurou aos pais da menina que é favorável à federalizacão da investigação...

Governador Paulo Câmara: "Trabalho da polícia não atingiu o êxito que gostaríamos", sobre o Caso Beatriz

Pela primeira vez, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, reconheceu que a Polícia Civil não conseguiu êxito nas investigações relacionadas ao assassinato da menina Beatriz Angélica Mota, 7, que ocorreu em Petrolina, no Sertão, há seis anos.

Em entrevista exclusiva ao Jornal do Commercio, ele afirmou que a autoria do crime, que chocou o Estado, não foi descoberta – mesmo após oito delegados investigarem o caso emblemático...

Após Corregedoria pedir demissão, Lucinha Mota quer prisão de perito do Caso Beatriz: "Sabotou todo o inquérito"

Lucinha Mota, mãe da garota Beatriz, voltou a se manifestar sobre a manifestação da Corregedoria da Secretaria de Defesa Social (SDS), que solicitou ao Governo de Pernambuco, a demissão do perito criminal Diego Leonel Costa, que atuou nas investigações do assassinato da menina. A mãe da garota agora pede a prisão de Diego e de outros funcionários públicos que atuaram para "sabotar" o inquérido de Beatriz, disse Lucinha.

"Nós denunciamos ele em 2019. Ele sabotou todo o inquérito de Beatriz junto com sua quadrilha. Nós denunciamos mais agentes públicos, e a gente espera que não pare na demissão, e que eles recebam a punição devida, que é a prisão. O Diego Leonel não trabalhou sozinho. Eles tiraram de Beatriz o direito de ter um inquérito justo. Uma semana após o crime eles já começaram a se articularem para sabotar o inquérito. Eu espero o mínimo da Polícia Civil, que prenda também Diego Leonel, porque ele merece ser preso pelo crime que cometeu contra minha princesa", disse Lucinha em novo vídeo que circula nas redes sociais...

Juazeiro: Vice-presidente da OAB-BA pede apoio para federalizar caso Beatriz

O caso da morte da garota Beatriz Mota está próximo de completar seis anos. Nesse tempo, ainda não foi encontrado o autor do crime. Como forma de pressionar para solução do ato criminoso, a vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil seção Bahia (OAB-BA), Ana Patrícia Dantas, usou as redes sociais para pedir a federalização do caso.

A via já foi cobrada pelos pais da menina, Lúcia Mota e Sandro Ferreira da Silva. Os dois já procuraram o Ministério Público Federal (MPF), pedindo apoio. Segundo Dantas, nos já seis anos passados, a Secretaria de Segurança de Pernambuco não chegou ao autor do crime. O crime ocorreu durante uma festa de formatura em um colégio de Petrolina, cidade vizinha a Juazeiro, no Sertão do São Francisco, onde a garota morava com os pais...

OAB Juazeiro apoia caminhada de Sandro e Lucinha Mota e defende federalização do caso Beatriz; Polícia Civil de Pernambuco se manifesta

Informações do advogado Jaime Badeca dão conta de que a OAB JUAZEIRO vem prestigiando, acompanhando e participando da Caminhada por Justiça liderada pelos pais da menina Beatriz, professor Sandro e Lucinha Mota e integrada por membros do movimento Somos Todos Beatriz.

No primeiro trecho de 37 km, de Petrolina ao povoado de Nova Descoberta, o advogado Jaime Badeca percorreu o trajeto com o grupo e na segunda etapa da peregrinação, acompanhado do advogado Clebernilton Rosas, também membro da Comissão Especial Beatriz Mota da OAB, e do professor Robério Arraes, fizeram uma visita de solidariedade ao grupo de peregrinos em hotel na cidade de Lagoa Grande-Pe...

Caminhando por Justiça: Lucinha Mota larga nesta manhã rumo aos primeiros 100 Km da jornada até Recife

Depois de caminhar cerca de 55 Km entre Petrolina e Lagoa Grande, onde pernoitou na noite de ontem (6), Lucinha Mota, mãe da garota Beatriz Angélica, assassinada em dezembro de 2015 dentro de uma escola particular, em Petrolina, reiniciou às 4h da manhã desta terça-feira (7), sua caminhada rumo a Recife, num protesto em que pede a federalização do caso e a permissão do Governo de Pernambuco para que peritos americanos possam participar da investigações.

O próximo trecho da caminhada de Lucinha Mota, de cerca de 25 Km, foi iniciado esta manhã (7) e tem como meta uma fazenda, onde descansa e larga na manhã desta quarta (8) com a meta de completar amanhã os primeiros 100 KM de jornada, em Santa Maria da Boa Vista...

Médico legista George Sanguinetti questiona o motivo do Caso Beatriz seguir em segredo de Justiça

O médico legista George Sanguinetti ao participar nesta sexta-feira (13) do debate promovido pela Rádio Jornal FM 90.5, enalteceu a força e determinação da família de Beatriz em busca de justiça e voltou a questionar investigação da Polícia Civil de Pernambuco. "Repleto de falhas. Não existe crime perfeito. Há várias evidências na cena do crime". Durante o debate Lúcia Mota, mãe da menina Beatriz também pediu explicações sobre a investigação e voltou a acusar a demora na solução do caso.

George Sanguinetti também questionou o motivo da Superintendência da Polícia Civil de Pernambuco insistir que o brutal assassinato de Beatriz Mota deve seguir em segredo de justiça...

Em nota Superintendência da Polícia Civil diz que Caso Beatriz é diuturnamente revisitado e processo segue em segredo de Justiça

Ontem (12), durante visita do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, a Petrolina, Lucia Mota, mãe da garota Beatriz Mota, revelou que o inquérito policial do caso aponta quatro ex-alunos como mandantes do assassinato da garota no Colégio Maria Auxiliadora, em dezembro de 2015.

Lucia Mota também acusou "que a delegada Polyana Nery foi afastado do  Caso Beatriz e estava no caminho certo das investigações". Lucia Mota desabafou "A doutora Polyana Nery pediu a prisão do funcionário que apagou as imagens do assassino, indiciou mais dois funcionários, e o que foi que a Polícia Civil fez? Tirou ela do Caso Betriz. É assim que eles agem. Eles perseguem. A delegada Polyana teve seu salário cortado e foi perseguida", desabafou Lucinha...

Repercussão: Médico Legista, professor George Sanguinetti, participa de debate sobre o Caso Beatriz: onde mora a impunidade

O médico legista e professor George Sanguinetti, participa hoje (13), de debate promovido pela Rádio Jornal FM 90.5, para falar sobre o Caso Beatriz. O tema será "Onde mora a impunidade, crimes sem solução" e terá início às 11 horas. Um levantamento do Instituto Sou da Paz aponta que 70% dos homicídios no Brasil não serão Solucionados.

Em 2018, George Sanguinetti declarou em reportagem da REDEGN, a frase: “O tempo que passa é a verdade que foge”...

Lucinha Mota revela que inquérito do Caso Beatriz aponta pelo menos quatro ex-alunos do Colégio Auxiliadora como mandantes do assassinato

Durante visita do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, a Petrolina nesta quinta-feira (12), Lucinha Mota, mãe da garota Beatriz Mota, revelou que o inquérito policial do caso aponta quatro ex-alunos como mandantes do assassinato da garota no Colégio Maria Auxiliadora, em dezembro de 2015. Liderando o grupo "Somos Todos Beatriz", Lucinha fez uma manifestação em frente a EREM Professora Maria Wilza Barros Miranda, no bairro João de Deus, onde aconteceu o evento que contou com a participação da comitiva do governador, após ser impedida de entrar no local.

“Ninguém vai me impedir de falar, eu pago os meus impostos e estou em um local público, ninguém vai me tirar daqui não, só se for à força. Quero ver quem tem coragem”, desafiou Lucinha Mota, que fez ainda uma nova revelação sobre o inquérito do caso, ao apontar o suposto envolvimento de quatro ex-alunos da instituição no assassinado da garota. Ela também destacou o trabalho das delegadas Sara Machado e Polyanna Neri, que foram tiradas do caso durante o andamento das investigações...